segunda-feira, 31 de maio de 2010

África do Sul / Moçambique

Tráfico de menores preocupa os governos da África do Sul e de Moçambique
Moçambique é uma das rotas do tráfico de mulheres e crianças para a África do Sul.
Reuters

A questão do tráfico de menores – crianças e mulheres - no período do campeonato do mundo de futebol de 2010 na África do Sul preocupa as autoridades sul-africanas e moçambicanas.
O Governo Sul Africano mostra-se preocupado com esta questão. Há várias organizações da Sociedade Civil que estão empenhadas em apoiar o executivo de Pretória, no sentido de melhor controlar a situação. També há um trabalho que tem estado a ser feito com outras entidades, particularmente dos países da Região Austral e há ainda o reforço do patrulhamento das fronteiras sul africanas, particularmente as terrestres.
Às portas do Mundial, o cerco contra os criminosos envolvidos no tráfico de menores, particularmente de crianças e mulheres, começa a apertar. E tudo está a ser feito no sentido de evitar problemas de maior.
Moçambique é uma das rotas do tráfico de mulheres e crianças para a África do Sul. É uma questão que preocupa o Embaixador de Moçambique na África do Sul Fernando Fazenda e que a RFI ouviu.Son
Fernando Fazenda, Embaixador de Moçambique na África do Sul.
www.portugues.rfi.fr

Fernando Fazenda, Embaixador de Moçambique na África do Sul.

(01:12) 30/05/2010
Modifier
Com o nosso correspondente em Pretória, João de Sousa
FONTE

Islândia

Vida curta e brutal na Islândia
Livro sobre a Islândia mostra a pobreza e dureza da vida no país

31/05/2010

A pesca é a principal atividade econômica da Islândia (Fonte: Alamy)

O livro “Wasteland With Words: A Social History of Iceland”, do autor islandês Sigurdur Gylfi Magnusson, descreve a vida nessa ilha isolada no norte da Europa, não longe do Círculo Polar. Com uma população de 300 mil habitantes, tendo a pesca como principal atividade econômica, é um país de longas noites e que desenvolveu uma tradição de contar histórias para ajudar a passar o tempo.
Vida cultural rica e materialmente pobre, falta de higiene e expectativa de vida curta foram algumas características típicas do país até o século XX. As roupas às vezes eram fervidas em urina, mas nunca eram lavadas. Durante a Segunda Guerra Mundial, forças norte-americanas e inglesas ocuparam a ilha para evitar que ela fosse usada pelos alemães, e o isolamento acabou.
Recentemente, a explosão de bancos e de um vulcão trouxeram notoriedade para esse país esquecido no Atlântico Norte.
Fontes:

Economist - Life in Iceland -- Nasty, brutish and short
http://opiniaoenoticia.com.br/cultura/livros/vida-curta-e-brutal/?ga=ds#toggleText2

Estados Unidos

Com medo de nova lei de imigração, hispânicos evitam sair de casa
Alessandra Corrêa
Enviada especial da BBC Brasil a Phoenix
atualizado em 31 de maio, 2010 - 19:23 (Brasília) 22:23 GMT
Comerciantes afirmam que movimento caiu dos milhares para apenas algumas centenas de clientes
Há 14 anos a comerciante Ofélia Medina, de 60 anos, passa seus sábados e domingos atrás de um dos estandes do El Gran Mercado, um mercado de pulgas no sul de Phoenix que costuma ser um dos mais movimentados da capital do Arizona.
Nas últimas semanas, porém, Ofélia viu os fregueses desapareceram.
"Desde que a lei passou, calculo que entrem no máximo umas 200 pessoas por fim de semana. Antes, eram milhares", disse a comerciante à BBC Brasil, referindo-se à nova lei de imigração do Arizona.
A lei foi assinada pela governadora Jan Brewer em 23 de abril e torna crime estadual a presença de imigrantes ilegais, além de dar à polícia o poder de parar, revistar e exigir documentos de qualquer pessoa sobre a qual paire "suspeita razoável".
A legislação só deve entrar em vigor em 29 de julho, mas desde seu anúncio tem provocado temor entre os hispânicos que vivem no Arizona, muitos dos quais estão ilegalmente nos Estados Unidos.
"As pessoas não vêm porque a maioria dos nossos clientes são indocumentados e têm medo de sair à rua. Com esta lei que passou, que permite à polícia pará-los e investigá-los, eles têm medo", diz Ofélia.
"Quase todos estão ilegais. Não têm documentos, estão violando a lei", afirma. "Alguns não têm trabalho, e os que têm trabalho não vêm para não ser pegos."
Mudança

Ofélia Medina chegou aos EUA há 40 anos
Mexicana de Zacatecas, Ofélia chegou aos Estados Unidos há 40 anos, com o marido, atravessando a fronteira ilegalmente, como muitos de seus clientes.
Alguns anos depois, conseguiu regularizar sua permanência no país, e hoje é cidadã americana.
Sua situação, porém, não é a regra entre os moradores e frequentadores da zona sul de Phoenix.
"Estamos com muito medo", diz a mexicana Mayra Zambrano, 22 anos. "Não temos documentos." Mayra deixou sua terra natal, Zacatecas, aos seis anos de idade. Ao lado da mãe, do pai e dos dois irmãos atravessou o deserto para chegar aos Estados Unidos.
"Viemos em busca de melhores condições", diz. Desde que chegou ao país, seu pai trabalhou em vários empregos informais, como jardineiro e carpinteiro. A mãe, em uma lavanderia.
O anúncio da nova lei, porém, já alterou a rotina da família. Assim como vários outros imigrantes ilegais, Mayra diz que sua família tem sido mais cautelosa, evitando sair de casa desnecessariamente, com medo de ser alvo da polícia.

Mayra conta que, quando a lei entrar em vigor, sua família mudará de Estado

"Assim que a lei entrar em vigor, eu e minha família vamos deixar o Arizona", afirma. O destino mais provável, diz ela, será o Estado vizinho do Novo México.
"É muito triste. Eu queria ter os documentos. Queria poder ter um bom emprego, cursar uma faculdade", diz.
Estandes vazios
Segundo comerciantes e frequentadores mais antigos, os corredores do El Gran Mercado são um retrato dos temores da comunidade latina de Phoenix.
Neste domingo, somente uma pequena área estava ocupada por estandes.
Poucas pessoas, a maioria famílias com crianças, circulavam pelos corredores. No estacionamento, sobravam vagas. Juan Rivas afirma que nunca viu o mercado tão vazio

O comerciante Juan Rivas, dono de um estande de botas e roupas de couro, diz nunca ter visto o mercado tão vazio como nas últimas semanas.
"A crise já havia provocado uma queda no movimento. Com a nova lei, a situação piorou", diz Rivas.
Ofélia, que ajuda no sustento da família com a venda de doces e brinquedos no mercado aos fins de semana, diz que sua renda caiu 80% desde o anúncio da lei.
"Depois de pagar o aluguel (do estande), não sobra nada."

FONTE

domingo, 30 de maio de 2010

Açores

Sismo de magnitude 4,5 nas ilhas do Faial e Pico
por Lusa Hoje

Um sismo de magnitude 4,5 na escala de Richter foi sentido ao fim da tarde de hoje nas ilhas açorianas do Faial e Pico, não provocando quaisquer danos.
Segundo o Instituto de Meteorologia, o sismo ocorreu às 19:59 locais (20:59 de Lisboa), e o seu epicentro localizou-se a Oeste do Faial, ilha do Grupo Central dos Açores onde foi sentido com maior intensidade.
A zona em que se localizou o epicentro do abalo de hoje tem registado intensa actividade sísmica nas últimas semanas.
Em declarações à agência Lusa, o comandante dos Bombeiros da Horta referiu que o abalo sísmico não provocou danos, apesar de se tratar do segundo de maior magnitude registado desde o início da crise na zona.
FONTE

TREMORES NO BRASIL

Tremores cada vez mais frequentes
Falhas geológicas em 14 áreas no território nacional vêm merecendo atenção de especialistas. Há regiões com registro de sete mil abalos sísmicos nos últimos 10 anos
Edson Luiz
Publicação: 30/05/2010 10:19
Segundo o especialista Lucas Vieira, a região de Mato Grosso, teoricamente, tem mais riscos de novos tremores de grande magnitude
Nos últimos 10 anos, um fenômeno cada vez mais comum no país tem valido dedicação especial de pesquisadores: o grande número de tremores de terra. As falhas geológicas em 14 localidades brasileiras estão chamando a atenção de sismólogos. Uma delas, em Mato Grosso, é vista como um perigo potencial no futuro por ter sido ponto de um dos maiores terremotos ocorridos no Brasil, no século passado. Somente em uma cidade, em um período de 10 anos, houve registros de sete mil abalos.
Apesar de o Acre ter sido alvo, no dia 25, de um dos maiores terremotos (1)registrados no país em dois anos, com 6,5º na Escala.
Richter, é para Porto dos Gaúchos, no norte do Mato Grosso, que as atenções se voltam. Dos 100 tremores que aconteceram no país desde outubro de 2008, 23 foram próximos à cidade. “No local existe uma falha geológica ativa já mapeada e que tem constante movimentação desde 1952”, explica o chefe do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), Lucas Vieira Barros. Segundo o especialista, o primeiro grande tremor, de 6,2º de magnitude, ocorreu em janeiro de 1955, e poderia causar vários danos, caso a região fosse habitada à época. Cerca de quatro anos depois, houve novo abalo, da mesma intensidade, que também não fez estragos.
Os tremores são resultantes de uma falha geológica com seis quilômetros de extensão e profundidade semelhante. Isso, segundo Lucas Vieira, pode ocasionar danos aos moradores, principalmente se os abalos superarem a marca de 7º na Escala Mercalli Simplificada, outra utilizada para medir a intensidade dos terremotos. A partir deste ponto, já são verificados danos inclusive em edificações bem construídas que estiverem nos arredores do epicentro(2). A escala chega a 12, em que há destruição total do local atingido.
O chefe do Observatório de Sismologia da UnB cruzou todas as informações sobre os terremotos ocorridos no norte de Mato Grosso e observou que as ocorrências foram próximas a Porto dos Gaúchos e de outros municípios. A área, que era praticamente deserta há meio século, hoje tem população estimada em 250 mil pessoas. Inicialmente, os estudiosos acreditavam que o epicentro tinha ocorrido na Serra do Tombador, mas as pesquisas indicaram que o abalo foi mesmo próximo a Porto dos Gaúchos.
Risco maior
Depois de 1955, outros dois grandes tremores ocorreram no norte de Mato Grosso, em 1998 e em 2005. Esse é outro motivo de preocupação dos pesquisadores. “Se os terremotos são cíclicos, pode acontecer um próximo”, afirma o chefe do Observatório da UnB. “Mato Grosso, teoricamente, tem risco maior de um novo tremor, considerando que há 55 anos aconteceu o maior tremor do país lá”, acrescenta Lucas. O observatório está instalando instrumentos em pontos considerados estratégicos na região para acompanhar a evolução.
Além de Porto dos Gaúchos, os pesquisadores mantêm atenção constante em outros 14 sismos no país que podem gerar danos. Os mais sérios estão em Manaus, Pacajás e Codajás, no Amazonas, e em João Câmara, no Rio Grande do Norte. Na cidade potiguar, é comum verificar a existência de várias casas semidestruídas pelos tremores frequentes. Porém, desde outubro de 2008, foi no Acre que aconteceram os terremotos com maior intensidade. Eles só não preocuparam as autoridades por terem ocorrido em grandes profundidades.
1 - Grande intensidade
Três terremotos ocorridos no Acre desde outubro de 2008 tiveram mais de quatro graus na Escala Richter. No primeiro deles, em janeiro do ano passado, foi registrado um abalo de 5,6º. O segundo, em 24 de abril de 2010, teve magnitude de 4,9º. Em 25 de maio, o mais recente, chegou a 6,5ª, nível semelhante ao do terremoto do Haiti, em janeiro deste ano, que teve 7º e matou mais de 200 mil pessoas na ilha caribenha.
2 - Foco do tremor
O epicentro de um terremoto é o ponto na superfície da Terra mais próximo do local onde ocorreu o tremor de terra. A zona próxima ao epicentro é normalmente a mais afetada por um abalo sísmico. A observação nem sempre é verdadeira, principalmente se o ponto se localizar no mar ou em zonas desabitadas.

BRASIL

50 mil paranaenses vivem com HIV e não sabem
Estimativa indica que, para cada doente de aids, existam três soropositivos no estadoPublicado em 29/05/2010 Hélio Strassacapa, Jornal de Maringá

Teste rápido de HIV feito na Expoingá: quem acredita estar infectado aproveita a chance para fazer o exame saúde
O desenvolvimento de medicamentos e a melhora na qualidade de vida de pessoas portadoras do vírus HIV mudaram os objetivos dos profissionais de saúde envolvidos no tratamento da doença – agora, o novo desafio é identificar as pessoas que são soropositivas e não sabem. Segundo estimativa da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), cerca de 50 mil pessoas viveriam com HIV no Paraná, mas desconhecem que estão infectadas. Apenas em Maringá, 2 mil pessoas estariam nessa situação.Os números servem de parâmetro para que as autoridades tracem políticas públicas de saúde voltadas para essa população, mas as estratégias seriam mais bem definidas se essa estimativa fosse substituída pelo número real de doentes, explicou Francisco Carlos dos Santos, coordenador do Programa DST/aids da Sesa. “Queremos chegar o mais próximo dessa quantia. Assim sabemos quantos exames precisamos comprar e qual a estimativa de medicamentos necessários”, explicou.
A projeção da Sesa indica que para cada doente de aids existam três pessoas infectadas pelo HIV. Do total, metade nunca fez exame e vive com o vírus sem saber. “O mais preocupante é que, quanto mais gente tem (o vírus) e não sabe, maior é a disseminação”, afirmou Santos.
As campanhas de testagem rápida são uma alternativa para fechar essa lacuna de informação. Em Maringá, o laboratório itinerante realizou 650 exames durante a Expoingá, no começo de maio, tendo constatado cinco casos positivos. Segundo a enfermeira-chefe, Marta Evelyn Storti, esse índice é considerado alto, embora a maior parte dos infectados já desconfiasse que fosse portadora de HIV. Para Marta, a importância desses estandes aumenta pelo fato de que muitas pessoas não procuram os postos e ficam na dúvida. Quando há a oportunidade de fazer os exames em locais públicos, quem desconfia da possibilidade de estar infectado aproveita a chance.
Detecção precoce
Segundo o coordenador estadual do programa, é importante lembrar a diferença entre casos de HIV e casos de aids. Ter HIV significa que o indivíduo é soropositivo e pode transmitir o vírus, mas ainda não se encontra doente. Essa situação persiste em média de 10 a 15 anos a partir da contaminação e, durante esse tempo, o portador pode viver apenas com acompanhamento médico. A aids propriamente dita começa depois desse período, quando o organismo começa a ficar debilitado pela baixa imunidade. Desse estágio em diante é que os coquetéis se tornam necessários, mas mesmo a partir desse ponto a sobrevida pode ser de mais 15 anos, em média.
O diagnóstico precoce é importante porque o acompanhamento médico ajuda o paciente a retardar a passagem do quadro de HIV para o de aids, e isso faz toda a diferença na expectativa de vida da pessoa. “Na década de 80, a expectativa de vida era de poucos meses, pois a pessoa só descobria quando já tinha aids. Hoje eu tenho amigos que estão só com HIV há 22 anos”, relatou Santos. No Paraná existem 22 mil pessoas em tratamento de aids. No Brasil, são 35 mil novos casos por ano, sendo que as regiões Sul e Sudeste lideram o número de infectados.

Honduras

Onda de violência contra mulheres em Honduras
Data de publicação : 27 Abril 2010 - 12:08pm
Por Alejandro Pintamalli
Em seis anos, 1200 mulheres foram assassinadas em Honduras. Só em 2009, as organizações civis registraram 405 casos. Vítimas de violência sexual e de assassinos, mas em sua maioria mortas pelas mãos dos próprios parceiros.
* Assista ao vídeo em espanhol:

Uma campanha recente compara estes casos com os crimes em Ciudad Juárez, no México. Honduras ocupa o quarto posto, atrás de Guatemala, México e El Salvador, entre os países onde houve maior aumento das taxas de ‘femicídio’ – neologismo que vem sendo usado para os casos de homicídio de mulheres.
Jéssica Sánchez, investigadora e membro do grupo Feministas em Resistência, explica que por ‘femicídios’ se define “a morte de mulheres por violência de gênero”, enquanto o ‘feminicídio’ “tem a ver com a impunidade do Estado ao não resolver os crimes”.
Voluntários varrem calçadas da av. Paulista
Movimento Zeladoria do Planeta faz mutirão de limpeza na via
Da Agência Estado
publicado em 30/05/2010 às 12h50
Voluntários do Movimento Zeladoria do Planeta varrem neste domingo (30) a avenida Paulista num mutirão de limpeza que promove a cidadania. O movimento nasceu em 1992, inspirado no Encontro do Japão Aprendendo Através da Limpeza, uma organização que incentiva cidadania através da limpeza de locais públicos. (Foto: Keiny Andrade/Agência Estado)

Tempestade Agatha

Tempestade Agatha mata pelo menos 20 na América Central
Morreram 14 pessoas na Guatemala e 6 em El Salvador.Guatemaltecos também sofrem com erupção do vulcão Pacaya.
Do G1, com agências internacionais
30/05/2010 10h46 - Atualizado em 30/05/2010 14h16

A passagem da tempestade tropical Agatha, primeira da temporada, já provocou pelo menos 20 mortes na América Central, informaram as autoridades neste domingo (30). São 14 mortos na Guatemala e 6 em El Salvador.
A tempestade Agatha já enfraqueceu e virou depressão, mas ainda oferece risco, e os dois países estão em estado de emergência.
Os guatemaltecos também sofrem com a violenta erupção do vulcão Pacaya. Além dos 12 mortos, há 14 desaparecidos e mais de 10 mil foram retirados de suas casas.
Entre os mortos pelas chuvas, estão quatro crianças, vítimas de avalanche sobre suas casas em San José Pinula, 17 km a leste da capital guatemalteca, segundo a Coordenação Nacional para a Redução de Desastres (Conred).
El SalvadorEm El Salvador, pelo menos seis pessoas morreram em vários pontos do país. Duas pessoas seguiam desaparecidas no oeste.
Veja fotos da passagem de Agatha pela América Central
Agatha foi a primeira tempestade tropical da temporada e alcançou ventos máximos de 65 km/h, segundo o Centro de Controle de Furacões dos EUA.
Moradores da Cidade da Guatemala observam neste domingo (30) buraco de rua provocado pelas chuvas trazidas pela tempestade Agatha. (Foto: Reuters)
Moradores observam ponte destruída pelas chuvas na cidade guatemalteca de Barberena. (30/5)
Reuters

Ruas alagadas na cidade guatemalteca de Mixco. (29/5)
Rodrigo Arias/Reuters

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Guatemala: Vulcão já fez pelo menos quatro mortos
Por Redacção
O vulcão Pacaya, na Guatemala, que entrou em erupção na quarta-feira, já terá feito, pelo menos, quatro mortos.
A actividade sísmica do vulcão intensificou-se na quinta-feira, quando este começou a expelir areias, pedras e cinzas, num raio que vai além dos cem quilómetros.
O governo já decretou, entretanto, o estado de calamidade.
A Guatemala tem 288 vulcões, oito deles activos.
15:41 - 28-05-2010

ESCOVAR OS DENTES

Deixar de escovar dentes 2 vezes por dia aumenta risco de doenças cardíacas, diz estudo
Atualizado em 28 de maio, 2010 - 08:31 (Brasília) 11:31 GMT


Já se sabia que saúde de dentes e gengiva pode afetar artérias
Pessoas que não escovam os dentes ao menos duas vezes por dia aumentam em 70% as chances de ter doenças cardíacas, de acordo com um estudo da University College London, publicado na última edição da revista especializada British Medical Journal.
O estudo feito nos últimos oito anos com mais de 11 mil adultos da Escócia confirmou pesquisas anteriores que associavam doenças na gengiva a problemas cardíacos.
Já se sabia que inflamações na boca e nas gengivas têm um papel importante no entupimento de artérias, um dos fatores que levam a doenças cardíacas.
No entanto, esta foi a primeira vez que se confirmou que a frequência da escovação tem influência no risco de doenças cardíacas.
Os participantes do estudo deram informações sobre seus hábitos de higiene oral, bem como se fumavam, faziam atividades físicas e visitas frequentes ao dentista.
Histórico
Além disso, também foram coletadas amostras de sangue e informações sobre o histórico de cada paciente e de doenças cardíacas na família.
Ao todo, seis em cada dez pessoas afirmaram ir ao dentista uma vez a cada seis meses, e sete em dez afirmaram escovar os dentes duas vezes por dia.
Ao longo dos oito anos de pesquisa foram registrados 555 "eventos cardiovasculares", como infartes, dos quais 170 foram fatais.
Levando em conta fatores que aumentam o risco de doenças cardíacas, como classe social, obesidade, fumo e histórico familiar, os pesquisadores descobriram que aqueles que escovam os dentes duas vezes por dia correm menos riscos.
A pesquisa foi coordenada por Richard Watt, da University College London. Ele afirma que ainda são necessários mais estudos para verificar se a relação entre higiene oral e doenças cardiovasculares é "causal ou meramente um marcador de risco".
O assessor científico da Associação Dentária Britânica, Damien Walmsley, afirmou que ainda não está claro se existe uma relação definitiva de causa e efeito entre higiene oral e doenças cardíacas.
"Qualquer que seja a posição verdadeira, pode-se dizer com certeza que se as pessoas escovarem os dentes duas vezes por dia com pasta de dente com flúor, visitar o dentista regularmente e restringir o consumo de doces à hora da refeição, vai ajudar muito a manter as gengivas e dentes em bom estado por toda a vida."

FONTE

ÍNDIA

Pelo menos 71 mortos em descarrilamento de comboio
por Lusa Hoje

Um grupo apoiado pela rebelião maoísta indiana reivindicou hoje a autoria do descarrilamento de um comboio no leste do país, do qual resultaram pelo menos 71 mortos, refere um novo balanço da agência noticiosa Press Trust of Índia (PTI).
Um "comité do povo contra as atrocidades da polícia" (PCPA) reivindicou a sabotagem de um comboio expresso que fazia a ligação entre Calcutá a Bombaim, numa chamada telefónica à PTI.
Segundo um novo balanço fornecido pela polícia, pelo menos 71 pessoas morreram e pelo menos 120 ficaram feridas.
Um balanço anterior apontava para 65 mortos.
O acidente ocorreu à 01:30 locais de hoje (21:00 de quinta feira em Lisboa) e várias composições do expresso de Howrah-kurla Gyaneshwari, com destino a Bombaim, foram apanhadas por um comboio de mercadorias que seguia em sentido contrário.
O atentado ocorreu no distrito de West Midnapore, um bastião maoísta a cerca de 135 quilómetros a oeste de Calcutá, capital do estado de Bengala ocidental.

FONTE

Paquistão

Atiradores invadem mesquitas e matam dezenas no Paquistão
Atualizado em 28 de maio, 2010 - 09:42 (Brasília) 12:42 GMT
Atiradores atacaram duas mesquitas de uma seita minoritária nesta sexta-feira na cidade de Lahore, no Paquistão, matando pelo menos 42 pessoas, segundo autoridades.
Há relatos de que a polícia invadiu uma das mesquitas após uma troca de tiros de duas horas, e continua tentando tomar o controle da outra.
Lahore tem sido palco de vários ataques recentes de militantes.
Segundo o correspondente da BBC em Islamabad, Aleem Maqbool, os atentados parecem ter natureza sectária.
As mesquitas são da seita ahmadi, movimento religioso fundado no final do século 19 na Índia. Os ahmadi se consideram muçulmanos e seguem os ensinamentos do Corão, mas tem crenças distintas e, por isso, são tidos oficialmente, pelo menos no Paquistão, como não-muçulmanos.
Seus seguidores acreditam que o fundador da seita, Mirza Ghulam Ahmad, que morreu em 1908, era um profeta.
Essa crença vai contra os princípios da maioria dos muçulmanos, que acreditam que Maomé, que morreu em 632, foi o último profeta.
No passado, os ahmadis foram alvo de ataques de grupos radicais sunitas.
Rifles e explosivos
Testemunhas disseram à BBC que uma série de atiradores lançou ataques simultâneos contra uma mesquita na área de Model Town e outra na populosa região de Garhi Shahu.
Os militantes estavam armados com rifles AK-47, pistolas, granadas e possivelmente outros explosivos, segundo relatos.
Um militante foi morto e outros dois presos, de acordo com a polícia.
Testemunhas disseram ainda que a polícia entrou em uma das mesquitas e que está agora vasculhando o local, onde não se ouve mais tiros. Dezenas de ambulâncias levaram mortos e feridos para hospitais.
Imagens da televisão paquistanesa mostraram um militante no topo de um minarete, atirando com um rifle e jogando granadas enquanto a polícia enfrentava atiradores no solo.
Na segunda mesquita, os militantes estariam mantendo fiéis reféns, segundo testemunhas.
Ahmadi
Em março, pelo menos 45 pessoas morreram quando dois homens-bomba realizaram um ataque em uma populosa área residencial.
Ataques sectários vêm sendo realizados por vários grupos militantes na província de Punjab e outras partes do Paquistão.
A minoria ahmadi foi declarada um grupo não-muçulmano no país em 1974 e submetida a uma série de restrições.
A seita islâmica foi fundada em 1889.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Coreia do Norte

Anulado acordo que impedia confrontações com o Sul
por Lusa Hoje

As forças armadas norte-coreanas anunciaram hoje a anulação de um acordo que visava impedir confrontações com a Coreia do Sul, num contexto de crise aguda na península, referiu a agência oficial norte-coreana KCNA.
O chefe de Estado-Maior norte-coreano, numa mensagem transmitida às forças armadas da Coreia do Sul, advertiu também que as tropas de Pyongyang atacariam de imediato caso Seul violasse a fronteira intercoreana no mar Amarelo, adiantou a KCNA.
Este anúncio surge depois de Pyongyang ter decidido romper as relações bilaterais com Seul e proferido novas ameaças contra o Sul, na quarta feira.
Esta nova crise entre as duas Coreias, separadas desde o final da guerra da península (1950-53), foi desencadeada pela publicação na passada semana dos resultados de uma investigação internacional que concluiu que a corveta sul-coreana Cheonan foi afundada por um torpedo norte-coreano. Morreram 46 tripulantes do navio.
A secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton reafirmou quarta feira o seu apoio à Coreia do Sul, que quer que a Coreia do Norte seja punida pelo afundamento da corveta e pedirá ao Conselho de Segurança da ONU que aplique novas sanções contra Pyongyang.
Hillary Clinton, que garantiu a Seul o "firme compromisso" dos Estados Unidos para com a segurança do seu aliado sul-coreano, exortou o regime de Pyongyang a cessar as suas "provocações e a sua política de ameaças"


FONTE

Praga

Sapos invadem a Grécia
Hoje
Centenas de anfíbios pararam uma estrada na Grécia por duas horas. As autoridades de Thessaloniki - a cidade invadida - desconfiam que os animais procuravam alimento.
Centenas de sapos invadiram, esta manhã, uma estrada na cidade de Thessaloniki, na Grécia. As autoridades locais encerraram a via depois de três automóveis terem uma condução de risco para se desviarem dos anfíbios que invadiram a estrada.
“Parecia um tapete de sapos”, comentou Giorgos Thanoglou, polícia de trânsito. Thanoglou acredita que os sapos invadiram aquela região em busca de comida.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Alemanha

Alemanha em estado de alerta após enchente na Polônia
As chuvas que caem sobre os rios Oder e Vístula há dez dias já causaram 15 mortes na Polônia. Agora o estado alemão de Brandemburgo se prepara para enfrentar uma enchente. Cidades na fronteira polonesa estão em alerta.

Região da fronteira polonesa em estado crítico
O estado alemão de Brandemburgo está em estado de alerta devido às enchentes que se aproximam da fronteira com a Polônia, onde o nível do rio Oder atingiu limite crítico. Segundo autoridades polonesas, 15 pessoas morreram em decorrência da inundação de importantes rios até essa terça-feira (25/05).
Segundo especialistas, os níveis registrados em importantes rios da região são os maiores em mais de um século. Além da Polônia, também a República Tcheca e os Bálcãs sofrem com as chuvas que caem há uma semana sobre o rio Oder.
Na Alemanha, o primeiro alarme soou ainda na segunda-feira na cidade de Ratzdorf, onde, em apenas um dia, o nível da água subiu 19 centímetros, chegando à marca de 4,7 metros e ultrapassando em cinco centímetros o limite de segurança. Também na cidade de Eisenhüttenstadt foi dado alarme.
A situação deve se agravar no final de semana. "Nos próximos dias, o nível da água no Oder deve subir ainda mais", preveniu Eberhard Schmidt, do Centro de Prevenção de Enchentes da cidade fronteiriça de Frankfurt do Oder. O distrito de Beeskow, às margens do rio, reservou três milhões de sacos de areia para evitar que as águas invadam as casas.
O alerta deve chegar ao nível três – o segundo mais alto – e permanecer nessa condição por alguns dias.

Helicóptero reforça barreira destruída com sacos de areia em Swiniary, na Polônia
Preparação em Brandemburgo
A secretária estadual de Meio Ambiente, Anita Tack, não exclui a possibilidade de que seja atingido o alerta máximo no final de semana. Ela anunciou que fará uma visita à região afetada a fim de acompanhar as medidas preventivas.
Segundo a secretária, o estado está hoje melhor preparado para combater as inundações que em 1997, quando a região foi afetada por uma enchente devastadora. "Nós estamos bem preparados em conjunto com o serviço de prevenção de catástrofes e com o depósito em Beeskow, onde armazenamos sacos de areia e equipamentos", disse Anita Tack.
Situação na Polônia
O nível do rio Vístula, o maior da Polônia, abaixou um pouco na manhã desta terça-feira, para 7,18 metros. O pico foi no último sábado, quando chegou a 7,7 metros. Segundo o ministro polonês do Interior, Jerzy Miller, "a inundação do Vístula deve durar seis dias".
Na segunda-feira, uma barreira rompeu e cerca de 4 mil moradores das cidades de Slubice e Gabin tiveram que abandonar suas casas debaixo d'água. Na região central do país, em Plock, outras 400 foram forçadas a evacuar a área durante a noite.
Na capital Varsóvia, o tráfego foi interrompido em uma via importante que corre paralela ao Vístula e cerca de 200 escolas próximas ao rio também foram fechadas.
NP/apn/afp/dpa
Revisão: Rodrigo Rimon

Grã-Bretanha

Cientista diz ter sido infectado com vírus de computador
Rory Cellan-Jones
Da BBC News

Cientista alerta para os riscos de tecnologia implantada no corpo humano.
O cientista britânico Mark Gasson, da Universidade de Reading, contaminou um chip de computador que foi implantado em sua mão.
O artefato, que o permite passar por portas com código de segurança e ativar seu telefone celular, é uma versão sofisticada dos chips de identificação utilizados para marcar animais.
Gasson demonstrou em experiências que o chip tem a capacidade de passar o vírus de computador para sistemas de controle externos.
Se outros chips implantados fossem então conectados ao sistema eles também ficariam corrompidos, segundo o cientista.
Alerta médico
Gasson admite que o teste apenas prova um princípio, mas ele acredita que existam implicações importantes para um futuro em que aparelhos médicos, como marcapassos e implantes cocleares (dispositivos eletrônicos que ajudam a proporcionar uma sensação de som para pessoas surdas) se tornarão mais sofisticados e correrão o risco de ser contaminados por outros implantes humanos.
"Com os benefícios deste tipo de tecnologia vêm os riscos. Nós podemos nos melhorar de alguma forma, mas assim como as melhorias de outras tecnologias, como os telefones celulares, por exemplo, elas se tornam vulneráveis a riscos, como problemas de segurança e vírus de computador", afirmou Gasson.
O cientista prevê que no futuro vá ser feito maior uso de tecnologia implantada.
"Este tipo de tecnologia passou a ser comercializado nos Estados Unidos como um tipo de bracelete de alerta médico, para escanear seu histórico médico no caso de você ser encontrado inconsciente."
Cirurgia plástica
O professor Rafael Capurro, do Instituto de Ética da Informação Steinbeis-Transfer, na Alemanha, disse à BBC News que a pesquisa é "interessante".
"Se alguém for capaz de obter acesso online a seu implante pode ser algo sério", disse.
Capurro contribuiu para um estudo para a Comissão Européia em 2005 que analisou o desenvolvimento de implantes digitais e o possível abuso deles.
"De um ponto-de-vista ético, a vigilância de implantes pode ser positiva e negativa", afirmou.
"Vigilância pode ser parte do tratamento médico, mas se alguém quer te prejudicar pode ser um problema."
Além disso, afirmou Capurro, deve haver cautela se implantes com capacidade de vigilância começassem a ser utilizados fora do campo médico.
Porém, Gasson acredita que vai haver uma demanda para estes aplicativos não-fundamentais, assim como as pessoas pagam por cirurgia plástica.
"Se nós encontrarmos uma forma de melhorar a memória ou o QI de alguém, então há uma possibilidade real de que as pessoas resolvam ter este tipo de procedimento invasivo."

terça-feira, 25 de maio de 2010

BRASIL

Brasil está em todas as frentes, diz Le Monde

Editorial e reportagem do jornal francês Le Monde elogiam Lula, Celso Amorim e o desempenho da economia brasileira.
RFI
O vespertino francês Le Monde traz em sua edição desta segudna-feira, um grande editorial na capa sobre o papel de destaque alcançado pela diplomacia brasileira durante o governo Lula. Em tom elogioso, o jornal diz que a atuação do ministro brasileiro das Relações Exteriores, Celso Amorim, é brilhante. E, nas páginas internas, o crescimento excepional do PIB brasileiro atrai a curiosidade do jornal. Segundo previsão divulgada hoje pelo Banco Central do Brasil, a economia deve crescer 6,46% neste ano.
O editoral do jornal Le Monde não poupa elogios à economia brasileira e ao papel do Brasil na cena internacional. O vespertino lembra os pronunciamentos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva diante da crise grega e suas iniciativas de mediação no conflito israelo-palestino, além do recente acordo conseguido junto com a Turquia no complicado dossiê nuclear iraniano. Fatos importantes que vão bem além do talento dos brasileiros no futebol, ironiza Le Monde.
Um dinamismo no cenário internacional encabeçado de forma brilhante pelo ministro brasileiro da Relações Exteriores, Celso Amorin, relata o jornal. O vespertino lembra que durante muito tempo o Brasil negociou timidamente suas questões econômicas com a OMC, mas que a situação mudou. Agora Amorim é um dos principais atores na busca de uma conclusão do empacado Ciclo de Doha sobre a liberalização do comércio mundial.
Já em suas páginas internas, Le Monde elogia a economia brasileira. O vespertino relata que apenas no primeiro trimestre desse ano o Produto Interno Bruto do país cresceu 9.84% e que quase um milhão de empregos foram criados no Brasil nesse período. Resultados de uma economia aquecida pelo consumo interno, impulsionado pelos 25 milhões de brasileiros que integraram a classe média na ultima década.
Le Monde alerta, no entanto, para um risco superaquecimento da economia brasileira. O jornal explica que o grande desafio para o país agora é controlar a sua inflação, a pior inimiga dos pobres, escreve o jornal francês, citando Lula.
O jornal francês lembra, ainda citando o presidente brasileiro, que o século 21 será o século dos países que não tiveram suas oportunidades. E diz ainda que já Lula, que se considera ainda na metade de sua carreira politica, ele poderá muito bem apresentar sua candidatura para o cargo de secretário-geral das Nações Unidas, em 2012.

Brasil e UE

Brasil e UE fecham acordo para abrir espaço aéreo
O ministro Nelson Jobim não acredita que o acordo resulte em perdas para empresas 'miúdas', que crescem devido à política de baixo preço
25/05/2010

Ministro Nelson Jobim discutiu pontos básicos do acordo esta segunda-feira, 25
O Brasil fechou acordo com União Europeia com o objetivo de aumentar o número de voos entre o Brasil e a Europa. O acordo recíproco acertado por Nelson Jobim, ministro da Defesa, permite aos consumidores escolherem entre empresas nacionais e europeias para realizarem voos diretos para a Europa. As mudanças devem entrar em vigor no fim de 2010.
“A reciprocidade nos possibilitará um voo interno na Europa, que nasça no Rio de Janeiro, chegue a Paris e depois vá a Frankfurt, podendo pegar passageiros. Hoje não se pode fazer isso”, disse Jobim.
A medida pode resultar em queda nos preços, diz a Anac, já que houve aumento da oferta e da concorrência entre as companhias aéreas. As empresas europeias, a partir do acordo, poderão viajar de qualquer cidade brasileira para a Europa sem escala. Antes somente companhias espanholas ou brasileiras poderiam fazê-lo.
O acordo também prevê certificado de qualidade de produtos do setor aeronáutico, como produtos do Embraer. A iniciativa vai desburocratizar e acelerar o processo de fabricação. A expectativa é de que as exportações tenham um aumento de 20%.
Empresas regionais não serão prejudicadas
O ministro Nelson Jobim não acredita que o acordo resulte em perdas para empresas ‘miúdas’ — empresas que vêm crescendo rapidamente com uma política de preços mais baixos. Ele afirmou que em até 15 dias deve ser divulgado um projeto a fim de beneficiar companhias aéreas regionais, sendo diferendicado o tratamento para empresas com menor procura de passageiros.
Fontes:

HIV

HIV evolui rápido para driblar resposta imunológica, diz estudo
O HIV evolui para driblar as respostas do sistema imunológico
Um estudo envolvendo cientistas de vários países demonstrou que o vírus da Aids, HIV, está evoluindo rapidamente para driblar respostas imunológicas do organismo.

O trabalho, publicado pela revista científica Nature, sugere que, como acontece com o vírus da gripe, eventuais vacinas contra o HIV terão de ser constantemente atualizadas.
Os pesquisadores demonstraram que o HIV é capaz de se adaptar rapidamente para neutralizar moléculas do sistema imunológico controladas por genes conhecidos como Antígenos de Histocompatibilidade Humana (Human Leucocyte Antigen, HLA, na sigla em inglês).
O vírus já matou 25 milhões de pessoas no mundo e outras 33 milhões estão infectadas.
Mas o HIV não mata as pessoas com a mesma rapidez. Em média, sem tratamento, uma pessoa vive com o vírus durante dez anos antes de desenvolver a Aids.
Algumas desenvolvem a doença após 12 meses e outras após 20 anos.
O progresso da infecção está vinculado ao gene HLA, que controla a produção de importantes moléculas do sistema imunológico.
Seres humanos possuem quantidades diferentes do gene HLA e, mesmo variações mínimas, podem ter grande impacto sobre quão rapidamente a Aids se desenvolverá.
Os pesquisadores examinaram sequências genéticas do HIV e genes HLA em mais de 2.800 pacientes em vários países, entre eles, Grã-Bretanha, Austrália, África do Sul, Canadá e Japão.
Eles constataram que mutações que permitem que o HIV neutralize o efeito de um determinado gene HLA são mais frequentes em populações onde há grande incidência desse gene específico.
Por exemplo, uma forma do gene HLA chamada B*51 é particularmente efetiva em controlar o HIV - a menos que o vírus esteja equipado com uma mutação genética "de escape".
Japão
Em seus estudos, os pesquisadores constataram que, no Japão, onde o gene B*51 é bastante comum, dois terços da população infectada é portadora de uma variante do HIV equipada com a mutação.
Na Grã-Bretanha, por outro lado, onde o gene é muito menos comum, entre 15 e 25% dos pacientes são portadores do HIV que sofreu a mutação.
O responsável pelo estudo, Philip Goulder, da Universidade de Oxford, disse que resultados semelhantes foram vistos em cada tipo de gene HLA estudado.
"Isto mostra que o HIV é extremamente ágil em se adaptar às respostas imunológicas das populações", disse Goulder.
"Isto é evolução em alta velocidade que estamos vendo em um período de apenas duas décadas".
"A tentação é achar que isso é uma má notícia, que esses resultados significam que o vírus está ganhando a batalha".
"Não é necessariamente o caso. Pode ser que, da mesma forma, à medida em que o vírus muda, respostas imunológicas diferentes entrem em ação e sejam mais efetivas".
"A implicação é que, uma vez que tenhamos descoberto uma vacina efetiva, ela tenha de ser alterada frequentemente para acompanhar o vírus em evolução, assim como fazemos hoje com a vacina da gripe."

Polícia contra bandos armados

27 mortos e 211 detidos em confrontos na Jamaica
por Lusa Hoje

Pelo menos 27 pessoas, a maioria civis, morreram durante os confrontos entre as forças de segurança e bandos armados em Kingston, divulgou hoje a polícia jamaicana, acrescentando que 211 pessoas foram detidas.
Perto de 25 pessoas ficaram feridas, de acordo com um porta-voz da polícia, que informou ainda da detenção de um total de 211 pessoas, incluindo quatro mulheres.
Pelo menos três membros das forças de segurança morreram e nove ficaram feridos desde o início dos confrontos.
Os confrontos com as forças de segurança jamaicanas começaram na quinta feira, quando grupos armados ergueram barricadas e atacaram violentamente a polícia, nomeadamente no bairro Tivoli Gardens, para impedir a detenção de um padrinho da droga, Christopher "Dudus" Coque, ameaçado de extradição para os Estados Unidos.
No domingo, as autoridades jamaicanas decretaram o estado de emergência nas cidades de Kingston e Saint-Andrew.
Hoje, vários helicópteros sobrevoaram a capital jamaicana, cujas ruas estão desertas. As principais artérias da cidade, habitualmente congestionadas, continuam sem circulação de carros particulares e de transportes públicos e as escolas permanecem fechadas.
A polícia e o exército continuam a cercar as imediações do bairro Tivoli Gardens, apelando para as pessoas permanecerem em casa, uma vez que a ameaça continua "grave".
"Têm de perceber que estamos no caminho de uma guerra", declarou um responsável da polícia, Glenmore Hinds.
Vários testemunhos locais relatam que existem corpos estendidos nas ruas. Segundo os órgãos de comunicação locais, os bancos de sangue estão à procura de doadores.
O estado de emergência, decretado pelo primeiro ministro Bruce Golding, deverá permanecer em vigor pelo menos durante um mês.
"Dudus" Coke, 42 anos, é considerado o cabecilha do mais importante grupo ligado ao tráfico de droga, o Shower Posse, que dispõe de ramificações nos Estados Unidos, fornecendo marijuana e "crack".

FONTE

Jamaica

"Jesus morreu por nós e nós morremos por Dudus"
por PATRÍCIA VIEGAS Hoje
Polícia assalta a casa do traficante. Este pode ser extraditado.
Kingston está mergulhada numa onda de violência entre as forças estatais e gangues que tentam impedir a extradição de Christopher Dudus Coke para os EUA, onde arrisca passar o resto da sua vida atrás das grades. A capital jamaicana está em estado de emergência. E ao final do dia, a polícia lançou o assalto ao reduto do traficante, depois da morte de dois polícias. Testemunhas disseram à AFP ter visto corpos nas ruas.
O primeiro-ministro Bruce Golding assegurou que "não será permitido aos criminosos colocarem a sociedade em estado de sítio e triunfarem". O estado de emergência, que vigorará um mês, permitirá "combater as potências do mal que minam a sociedade e fazem com que sejamos classificados como a capital mundial do crime", sublinhou o chefe do Governo, que decidiu extraditar o líder do poderoso gangue Shower Poss, depois de ter dito que não o faria.
O mais poderoso grupo de traficantes de droga e armas das Caraíbas tem ramificações nos EUA, onde vende marijuana e crack. Entre Jamaica e EUA terá morto mais de mil pessoas nos anos 80. Mas nem todos acreditam que Dudus seja um criminoso. Os habitantes de Tivoli Gardens, onde foram erguidas barricadas nos últimos dias, consideram que ele preenche as falhas do Governo, distribuindo comida e pagando escolas. "Jesus morreu por nós e nós morreremos por Dudus", pode ler-se num cartaz neste bairro de Kingston. Os media jamaicanos dizem que o traficante é uma espécie de padrinho para os residentes daquela zona da capital da ilha, que tem 2,8 milhões de habitantes.
A Jamaica é um destino privilegiado para turistas e neste momento há já alguns países, como EUA, Reino Unido e Canadá, a desaconselhar os seus cidadãos a viajar para lá.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Dia Nacional de Combate ao Glaucoma

Dia 26 é o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma
por Divulgação
(24/05/2010 08:38)
Entre as doenças oculares que mais preocupa a humanidade, provocando casos de cegueira, está o glaucoma, uma doença que mesmo não tendo cura, pode ser tratada e ter seus efeitos retardados e controlados. Em 26.05, data instituída pela lei n° 10.456/2002, comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma e é de suma importância que este tema de saúde pública seja debatido e enfocado.
Neste dia a partir das 8h, o Instituto da Visão em parceria com o SUS irá atender gratuitamente pacientes acima de 40 anos e abaixo apenas as que são negras ou têm histórico de Glaucoma na família, pois estas são as maiores incidência da doença. Basta apresentar o cartão do SUS, identidade e comprovante de residência.
No Brasil, mais de 900 mil pessoas têm a doença e, no mundo, são cerca de 67 milhões de pacientes. Na maioria dos casos o glaucoma pode ser controlado com tratamento adequado e contínuo. Quanto mais rápido for o diagnóstico, maiores serão as chances de se evitar a perda da visão.
"É importante lembrar que o glaucoma não apresenta sintomas. Não espere sentir alguma dor ou alteração na visão para procurar um médico especialista, destaca o oftalmologista e sócio do Instituto da Visão, dr. César Amorim.
FONTE

SISMO

NO INFORMAN DAÑOS
Sismo de magnitud 6,5 grados sacude Brasil, en la frontera con Perú
EFE
Washington

Un terremoto de magnitud 6,5 grados en la escala Richter sacudió hoy el estado de Acre, en Brasil, cerca de la frontera con Perú, según informó el Instituto Geológico de Estados Unidos.
El terremoto ocurrió a las 16.18 horas GMT, con una profundidad de 580 kilómetros.
El epicentro se situó a 125 kilómetros al Este/Sureste de la ciudad de Cruzeiro do Sul, en Acre, Brasil, y a 330 kilómetros al este de la ciudad peruana de Pucallpa.
De momento el Instituto no tiene información de los daños que ha podido ocasionar el terremoto, ni de la existencia de réplicas.

Tailândia

Anistia Internacional denuncia violação dos direitos humanos na Tailândia
Elcio Ramalho

A Anistia Internacional acusa o exército tailandês de ter atirado contra civis.
Reuters

A ONG Anistia Internacional acusou hoje o exército tailandês de ter atirado com armas de fogo contra civis que não representavam ameaças aos soldados durante a operação lançada contra os "camisas vermelhas".
Segundo a ONG, os militares recorreram diversas vezes às armas contra os manifestantes de oposição ao governo que ocupam um bairro comercial no centro da capital Bangcoc desde o início de abril. No comunicado, a Anistia Internacional afirma que houve "grave violação dos direitos humanos".
Nesta terça-feira, o governo tailandês exclui qualquer negociação até que os manifestantes desocupem a aérea onde estão acampados no centro da capital.
A crise política na Tailândia, que se intensificou em meados de março deste ano, já deixou 52 mortos e mais de 1,6 mil feridos durante manifestações. Os "camisas vermelhas" querem a demissão do primeiro-ministro Abhisit Vejjajjiva.
A situação ficou ainda mais tensa na última quinta-feira à noite com a operação para isolar os manifestantes. Em apenas 5 dias, os confrontos deixaram 38 mortos e mais de 270 feridos.

MANCHA DE ÓLEO

Meio Ambiente 24.05.2010
Consequências da mancha de óleo na costa dos EUA são imprevisíveis

Catástrofe ecológica atinge litoral sul dos EUA
Desde que a plataforma petrolífera Deepwater Horizon explodiu no Golfo do México, a cada dia vazam cerca de 800 mil litros de petróleo no mar. Alemães avaliam consequências da mancha de óleo no litoral dos EUA.

As consequências são dramáticas, e as medidas de contenção tomadas pela petroleira britânica British Petroleum (BP) já estão sendo consideradas insuficientes pelo governo dos Estados Unidos.
Desde a explosão da plataforma, no dia 20 de abril, demorou um mês para que a mancha de óleo atingisse o continente americano. Só agora se tornaram
nítidos, na costa do estado de Louisiana, os efeitos da que já se considera da maior catástrofe ambiental envolvendo petróleo da história
Plataforma explodiu dia 20 de abril
Jörg Feddern, biólogo da organização de proteção ambiental Greenpeace, explica que as primeiras vítimas da catástrofe são as aves. "Ao entrarem em contato com o petróleo, elas morrem em grande parte, pois as penas colam e os pássaros se envenenam ao limpá-las com o bico." Além disso, o óleo também destrói sargaços e mangues.
As regiões costeiras são extremamente difíceis de limpar, complementa Feddern. "Os rios são extremamente ramificados, e há ainda a vegetação, juncais e mangues... É impossível eliminar esse óleo, a não ser por processos naturais de decomposição. E isso pode durar anos, se não décadas", constata o biólogo.
No entanto, há especialistas menos pessimistas. O professor Lorenz Schwark, geoquímico da Universidade de Kiel, remete à capacidade de regeneração dos ecossistemas. "Em muitos casos, é impressionante a rapidez da fase de regeneração. Depois da guerra do Iraque, supunha-se que os âmbitos marinhos afetados pelo petróleo demorariam décadas para se recuperar; mas hoje essas regiões praticamente já retornaram à situação anterior à catástrofe", informa.
Petróleo polui pântanos em Louisiana
Efeitos colaterais de dispersantes podem ser graves
Para que a menor quantidade possível de petróleo atingisse o litoral, as autoridades ambientais norte-americanas permitiram que o conglomerado petrolífero BP, administrador da plataforma destruída, usasse produtos químicos que quebram as ligações moleculares do óleo.
A BP considerou um êxito a utilização do dispersante Corexit, considerando-o completamente inofensivo, atóxico e biodegradável. No entanto, biólogos marinhos e ambientalistas como Jörg Feddern veem isso por outro ângulo.
"Dispersantes não são inofensivos. Sabemos que o processo de decomposição dessas substâncias é tóxico, venenoso. Por exemplo, se uma catástrofe dessas ocorresse no golfo de Kiel, no norte da Alemanha, as autoridades não utilizariam esse dispersante, porque os danos simplesmente seriam maiores do que os benefícios", afirma Feddern.
Na última semana, as autoridades ambientais norte-americanas deram um ultimato à BP para que suspendesse a partir desta segunda-feira (24/05) o uso de Corexit, por não poder prever com exatidão seus efeitos colaterais.
Especialistas advertem que o petróleo diluído pelo dispersante continua atuando de forma prejudicial em nível subaquático. "Isso acontece porque o petróleo atravessa toda a coluna de água e tudo o que ali habita: plâncton, microorganismos, peixes. Tudo acaba sendo contaminado por esse óleo", descreve Feddern.
Ativista do Greenpeace coleta amostras de óleo na foz do Mississippi, na costa de Louisiana
Consequências imprevisíveis

Outro problema surge com a decomposição do óleo por meio de bactérias subaquáticas. Esse processo reduz drasticamente o teor de oxigênio da água. "Para os organismos que precisam de oxigênio, como peixes ou microorganismos, isso é um enorme problema. Muitos cientistas temem que se formem zonas sem oxigênio, 'zonas da morte', mas nem isso é certo", diz o biólogo do Greenpeace especializado em catástrofes de petróleo.
A verdade é que ninguém pode avaliar com exatidão a proporção dos danos ambientais causados pela imersão da plataforma petrolífera Deepwater Horizon. Afinal, é a primeira vez na história que acontece uma catástrofe destas dimensões.
Autora: Rachel Gessat (sl) Revisão: Roselaine Wandscheer

Ahamdinejad

Ahamdinejad diz que acordo firmado com Brasil e Turquia significa 'nova era'
Redação SRZD
23/05/2010 10:03

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou que o acordo firmado com Brasil e Turquia para a troca de combustível nuclear "significa uma nova era das relações políticas na arena internacional". A afirmação foi feita neste domingo, durante uma conversa telefônica com o primeiro-ministro turco, Recep Erdogan. A informação foi divulgada pela agência de notícias "Isna".
Na última segunda-feira, Ahmadinejad, Erdogan e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinaram em Teerã um tratado a fim de que o Irã enriqueça o urânio fora de seu território. Os países da comunidade internacional que defendem sanções para o país do Oriente Médio por conta do polêmico programa nuclear ainda veem o acordo com desconfiança.

JAMAICA

Confrontos entre polícia e grupos de marginais
Decretado estado de emergência na capital da Jamaica
por Lusa Hoje

As autoridades jamaicanas decretaram domingo o estado de emergência em Kingston devido a confrontos entre a polícia e bandos de marginais, que tentaram impedir a detenção de um importante traficante de droga, para ser extraditado para os Estados Unidos.
Um polícia e um civil ficaram feridos nas trocas de tiros durante os combates de rua e três esquadras foram atacadas, declarou um porta-voz policial.
O estado de emergência, decretado pelo primeiro ministro Bruce Golding na sequência de uma reunião extraordinária do governo, incide sobre Kingston e Saint-Andrew e entrou em vigor a partir das 18:00 locais (00:00 de hoje em Lisboa), estando previsto que fique em vigor pelo menos durante um mês.
Os marginais ergueram barricadas para protestar contra a extradição de Christopher "Dudus" Coke, considerado o cabecilha do mais importante grupo ligado ao tráfico de droga, o Shower Posse, que dispõe de ramificações nos Estados Unidos, fornecendo marijuana e "crack ".

domingo, 23 de maio de 2010

DEMONSTRAR O AMOR

Sempre existe uma maneira alegre, divertida e carinhosa de expressar amor. Veja a seguir algumas possibilidades e deixe sua imaginação criar outras.
Coloque um bilhetinho romântico no bolso do casaco dele.
Segure a mão dela sempre que andarem juntos.
Sem nenhuma razão especial, compre uma gravata elegante e bonita para ele.
Escreva um bilhete ou uma carta para ela (ele) numa folha de papel. Cole num pedaço de papelão fino. Corte tudo em pedaços imitando quebra-cabeça. Envie pelo correio todas as peças num envelope. Ou envie uma peça de cada vez ao longo de uma semana.
Envie um telegrama.
Se você não consegue fazer uma melodia ou colocar letra numa música já existente contando seu caso de amor, procure um compositor ou escreva para estes programas populares que costumam fazer a ponte entre o desejo do telespectador e quem pode ajudá-lo.
Escreva um poema, bilhete de amor, carta de amor, lista, citações, certificados para serem emolduradas ou o que sua criatividade sugerir e mande um calígrafo transcrever seu texto e ofereça-lhe como presente.
Mude seu modo de agir com ela. Ser romântico apenas quando é conveniente é como mandar flores no Dia dos Namorados – é algo que se espera e não é nada demais!
1. Doces presentes:

- dê a ela um pote cheio de M&M.
- qual o tipo favorito de bolo de aniversário dele?
- bala de hortelã recheada com chocolate.
- torta de chocolate.
- torta de queijo ou outras delícias…
2. Coisas de criança:
- bichinhos de pelúcia.
- surpreenda-a com uma aliança escondida numa caixa de BigMac.
- um “brinquedo” eletrônico.
- peças de Lego são ótimas para escrever mensagens.
- surpreenda-o escondendo seu bichinho de pelúcia preferido dentro da bolsa que ele leva para a academia.
- e outras idéias criativas.
Cartazes gigantes estão à venda nas papelarias. É saber procurar com calma para achar o que você deseja.
Quebra-cabeça é um passatempo para qualquer dia sem um programa determinado. Aqueles tipos maiores, com mil pecinhas pequenas, são os mais divertidos. E pode pintar um clima romântico! Deixe a emoção à solta. Vale fazer aposta do tipo quem montar mais peças ganha um beijo e assim por diante.
Você pode dizer eu te amo com a linguagem dos sinais. Escolha o livro certo, que pode ser encontrado nas grandes livrarias, treine e comece um novo sistema de comunicação.
3. Recorde a arte esquecida de escrever cartas de amor!
Não dê dinheiro como presente – a menos que isso seja feito de modo criativo.
Por exemplo:
- Cole uma porção de notas de um real, criando uma grande faixa e enrole-a em torno da árvore de natal, ou desenrole esta faixa de notas por toda a casa.
- Se a cor favorita dele (dela) for verde, amarre um bolo de notas de um real com uma fita verde.
- Prenda uma nota de cem reais num catálogo das Páginas Amarelas com um bilhete: Você escolhe.Não dê cheques como presente.
4. Guarde suas datas. Todas…
- Seu casamento.
- Dia em que se conheceram.
- Dia do primeiro encontro.
- O primeiro beijo.
- A primeira briga para valer.
- O dia em que compraram a casa.
- A primeira vez em que disseram Eu te amo.
Pegue um exemplar das boas revistas femininas e leia-as. (Como você espera conhecer o que as mulheres estão pensando e sobre o que estão falando se de vez em quando não der uma olhada nas revistas que elas lêem?).
Um conselho:
não iguale romance ao sexo. É uma das maneiras mais rápidas de gerar o ressentimento e a má comunicação. Igualar os dois tende a transformar o romance em barganha. Às vezes o romance – mas nem sempre – leva ao sexo. O romance é sempre ligado a amor, mas somente às vezes tem a ver com sexo. Entendeu?!
5. Faça uma das tarefas domésticas que geralmente é um dos trabalhos dela:
- prepare o jantar.
- limpe o banheiro.
- faça as compras de supermercado.
- leve as crianças ao treino esportivo, etc
Adaptado
fonte:
http://www.esperanca.com.br/2010/05/dicas-para-demonstrar-amor/

genoma sintético

Entenda a criação de células com genoma sintético
Pesquisadores nos Estados Unidos anunciaram ter desenvolvido as primeiras células controladas por um genoma sintético.
Muitos cientistas consideram o feito um marco rumo ao desenvolvimento de vida artificial.
A BBC preparou uma série de perguntas e respostas para ajudar você a entender o avanço e suas implicações éticas.
Os cientistas criaram vida sintética?
Eles colocaram um genoma sintético em uma célula e a experiência funcionou, mas não criaram totalmente essa célula.
O genoma é o conjunto de genes de um organismo vivo. Os genes, feitos de DNA (ácido desoxirribonucleico), são a unidade básica da hereditariedade, sendo responsáveis por definir as características básicas de cada ser vivo.
No experimento, os cientistas pegaram células de uma espécie de bactéria que já existe (Mycoplasma micoides), tiraram do interior delas o material genético que tinham e as usaram como recipiente para um outro genoma, sequenciado artificialmente. Mas apenas o genoma, o DNA dentro da célula, é inteiramente sintético.
Os pesquisadores construíram quimicamente os blocos de DNA e os inseriram nas células, que acomodou os blocos em um cromossomo (sequencia de DNA, que contém vários genes) completo.
Essas células, segundo os pesquisadores, são as primeiras formas de vida controladas totalmente por um genoma sintético.
O que os cientistas farão com a bacteria sintética?
A equipe do doutor Craig Venter, responsável pelo avanço, espera usar a tecnologia para projetar novas bactérias que poderiam desempenhar funções úteis.
A equipe já colabora com companhias farmacêuticas e de combustíveis para projetar e desenvolver cromossomos para bactérias que produzam combustíveis ou novas vacinas.
Uma das metas é criar bactérias que absorvam dióxido de carbono e, dessa forma, ajudem o meio ambiente.
Eles poderiam usar a mesma tecnologia para criar organismos mais complexos, como plantas?
Em tese sim, mas o objetivo por hora é criar células bacterianas. Elas são ideais porque, potencialmente, poderiam produzir substâncias úteis para nós.
Venter diz acreditar que estas bactérias poderiam criar “uma nova revolução industrial”.
Em termos genéticos, as bactérias são estruturas simples. Elas geralmente têm um único cromossomo circular. Cada célula do corpo humano possui 23 pares de cromossomos maiores e lineares. A bactéria tem, portanto, menos informação em seus genomas e foi possível sequenciar e copiar toda essa informação.
Venter diz que levar a tecnologia para organismos mais sofisticados pode ser possível, mas os cientistas ainda levariam muitos anos para fazer isso.
Existem preocupações éticas sobre criar vida?
Críticos vem acusando Venter de “brincar de Deus” e acreditam não ser papel dos humanos projetar novas formas de vida.
Existem ainda preocupações ligadas à segurança do processo.
O professor Julian Savulescu, especialista em ética da Universidade britânica de Oxford, defende a pesquisa, enxergando seu potencial “no futuro distante, mas real e significativo: lidando com a poluição, novas fontes de energia, novas formas de comunicação”.
“Mas os riscos também são grandes. Precisamos de novas normas de segurança, para evitar abusos militares ou terroristas”, diz ele.
“A tecnologia poderia ser usada para a criação das mais poderosas armas biológicas imagináveis. O desafio é comer o fruto e não o verme.”
Venter diz estar levando em consideração as repercussões éticas desde que começou a pesquisar o tema.
“Encomendamos um grande estudo sobre as repercussões éticas. Em 2003, quando criamos o primeiro vírus sintético, a análise ética foi tão grande que recebeu um parecer da Casa Branca”, diz ele.

IMIGRANTES

Crise: imigrantes fogem de Portugal
Cada vez mais pessoas optam por regressar ao país de origem. Remessas já estão a baixar
Por: Redacção /PGM 23-05-2010 12: 03
A crise está a levar muitos imigrantes a deixar Portugal e a regressar aos seus países de origem, avança o «Diário de Notícias». O aumento do desemprego, a precariedade do trabalho e a deterioração das condições de vida, que contrastam com o crescimento económico de alguns dos países de origem destes imigrantes, estão a conduzir a um verdadeiro êxodo da mão-de-obra estrangeira.
A saída dos imigrantes, que no início de 2009 eram responsáveis por 5% do Produto Interno Bruto (PIB), já está a reflectir-se financeiramente: de acordo com os últimos números do Banco de Portugal, as remessas dos imigrantes caíram quase 3% no primeiro trimestre do ano, quando comparado com os números do período homólogo (ver gráfico).
Ao todo, foram enviados para fora de Portugal 124,7 milhões de euros nos primeiros três meses de 2010, menos 2,9 milhões do que em 2009, um número que contraria os dados de um estudo da Comissão Europeia e que indica que Portugal foi o país onde mais aumentaram as remessas de imigrantes ao longo dos últimos anos.

HIV

HIV: saúde e justiça em descompasso na Ásia
Data de publicação : 21 Maio 2010 - 12:57pm
Por Louise Dunne (RNW) Mais de 90% dos gays na região Ásia-Pacífico não têm acesso a serviços médicos ou de prevenção contra o HIV, segundo um relatório da ONU. O documento afirma que os níveis da doença estão crescendo em “ritmo alarmante” em algumas partes da região.
O estudo, realizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), destaca o contexto social do problema.
A dra. Maneep Dalhiwal, diretora do programa de Direitos Humanos, Gênero & Diversidade Sexual do PNUD, explicou à Radio Nederland que questões legais e de saúde estão interligadas:
"Leis punitivas, políticas e práticas estão tendo um efeito prejudicial para a saúde e para o próprio exercício do direito à saúde destas populações. E se quisermos fazer qualquer tipo de mudança, temos que não apenas prover serviços - prevenção, tratamento e cuidados -, mas também temos que fazer o difícil trabalho de melhorar o ambiente legal: as leis, a aplicação da leis, e ao mesmo tempo abordar atitudes sociais, estigmas, homofobia, que com frequência sustentam o ambiente punitivo legal e os serviços de baixa qualidade ou até impedem o acesso a serviços.”
Ilegal
O homossexualismo é ilegal em 19 dos 48 países da região Ásia-Pacífico, e mesmo onde não é, a legislação e aplicação das leis deixa a desejar e limita o alcance e a efetividade dos serviços de saúde e prevenção do HIV. Muitos países têm políticas para o HIV que priorizam homens que mantêm relações sexuais com homens e transexuais, mas o PNUD diz que é preciso haver maior coordenação entre os setores de saúde e justiça nos governos. A descriminalização é um passo importante, mas apenas o começo, segundo a dra. Dalhiwal.
"Por exemplo, estou falando com você de Hong Kong. Hong Kong descriminalizou o homossexualismo em 1991. Ainda há um estigma e há discriminação. Ainda há questões em relação às práticas de aplicação da lei. Portanto, ainda há trabalho que tem que ser feito, mesmo quando o ambiente legal no papel é positivo.”
Índia Indonésia e China
Alguns países adotaram leis e políticas destinadas a solucionar problemas jurídicos, entre outros. Índia, Indonésia e China têm estratégias específicas voltadas para os grupos de maior risco. O PNUD também apoia e estimula programas elaborados para mudar a mentalidade e as atitudes que podem tornar o problema ainda pior. Na Índia, por exemplo, ajudou a criar um conselho para a comunidade transexual no estado de Tamil Nadu. A iniciativa teve tanto sucesso que o governo indiano está considerando expandi-la para outros estados. Este tipo de iniciativa é feita junto com a comunidade local, diz a dra. Maneep Dalhiwal:
"Nós fizemos um trabalho muito interessante no qual a comunidade transexual está sensibilizando a polícia para que as práticas de aplicação da lei sejam melhores e não necessariamente punitivas. Há trabalhos muito bons e nós apoiamos vários que são relacionados a direitos humanos e gênero naquela região, assim como em outras partes do mundo, dando suporte a governos e a comunidades para resolver estes problemas.”

bovinos são campeões na emissão de gás metano

Holandeses estudam trocar soja por lentilha d'água
Data de publicação : 20 Maio 2010 - 4:35pm
Por Thijs Westerbeek van Eerten (Foto: RNW) Os bovinos são campeões na emissão de gás metano. Com suas flatulências e arrotos, lançam ao ar mais CO2 do que aviões, caminhões e carros de passeio juntos. O gado é o responsável por 50% da emissão de resíduos de CO2 no mundo, segundo uma recente pesquisa.
Os mesmos pesquisadores do Worlds Watch Institute descobriram que uma pequena plantinha verde pode diminuir a quantidade de resíduos lançados pelos bovinos que causam o efeito estufa. Se as vacas comerem lentilha d'água expelirão menos gases no ar.
Na Holanda, um experimento em grande escala deverá mostrar se o cultivo da lentilha d’água é uma alternativa comercial viável para o pasto comum.
Soja x Lentilha d'água
Os bovinos europeus passam o dia a mastigar grãos de soja produzidos na América do Sul. Florestas são desmatadas para se plantar a soja, aumentando a emissão de gases que causam o efeito estufa. Soma-se a isso o fato de que sobram menos árvores para reduzir os efeitos dos gases. E que, em seguida, a soja atravessa meio mundo para chegar na Europa, o que torna a situação ainda mais grave.
O Ministério da Agricultura holandês, juntamente com a universidade de Wageningen e diversas empresas, pesquisa se a lentilha d’água pode ser utilizada como substituto da soja. Ganha-se por dois lados: as florestas são poupadas e a lentilha d’água reduz a emissão de CO2 produzida pelas vacas.
Custos
O preço é um fator crucial. Se as rações à base de lentilhas d’água forem mais caras do que as atuais rações de soja, a ideia não tem chances de ser aprovada.
A questão dos custos é fundamental para Jos Westerhof, da agropecuária Forfarmers: É preciso ser financeiramente atraente. Porque sempre iremos considerar os custos da matéria-prima. Até agora, a soja é a mais barata. E no final, a economia sempre ocupa um lugar de destaque nesse tipo de acontecimento.”
Biogás
Os custos ainda não foram estimados, mas as lentilhas d’água já satisfazem a duas das condições. A primeira é que a quantidade de proteína contida na planta é igual à contida na soja. A segunda é que a lentilha d’água se alimenta dos resíduos das instalações de biogás já existentes.
Cultiva-se um tipo de lentilhas d’água que é comumente encontrado nos canais holandeses. O gerente do cultivo, Jan Prinssen, explica: “Nós temos uma instalação onde transformamos o esterco em biogás, que é uma energia sustentável. O resíduo que sobra no processo da gasificação, é composto de minerais. Ao dissolver esses minerais na água podem ser utilizados na alimentação das lentilhas d’água!”
Ciclo completo
E assim completa-se o ciclo: a lentilha d’água serve de comida para a vaca, a vaca produz o esterco, o esterco produz biogás e minerais e os minerais alimentam a lentilha d’água.
Resta saber se as vacas vão comer a ração feita de lentilha d’água. “As pessoas que provaram disseram que as lentilhas d’água tem o mesmo sabor que grama. Sabemos que na primavera as vacas vão para os pastos e ficam bem felizes em poder devorar grama. E se elas adoram grama, com certeza vão gostar das lentilhas d’água”, afirma o agropecuarista Jos Westerhof.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

LOUVOR

Familiar deprimido?

Familiar deprimido?
Escrito por Ministério Faz Bem
É muito importante entendermos a depressão para também entendermos o que uma pessoa que passa por um período depressivo sente. Desta forma, procure, assim que possível, saber mais sobre este transtorno do humor.

Essencial, também, é que o familiar com depressão receba o apoio e a compreensão de pessoas próximas! Porém, muitas pessoas deprimidas sentem-se constrangidas em falar sobre os seus sofrimentos para outras pessoas porque julgam atrapalhar a vida do outro com os seus próprios problemas e, portanto, tendem a se fechar mais ainda.
Procure não utilizar, com o deprimido, frases como:
“Pare de pensar coisas ruins!”,
“Você tem que ficar animado”, ou
“Pare de reclamar da vida” para fazer com que ele se anime.
Talvez até a sua intenção em usar estas frases sejam boas e tenham o objetivo de ajudá-lo a se reerguer e se animar, mas para a pessoa que está em depressão é muito difícil conseguir usar a razão e deixar que ela domine os sentimentos, que estão muito pesados, muito sofridos. E quando a pessoa ouve frases como estas, ela pode se sentir mais incapaz ainda por ouvi-las, querer mudar, mas não conseguir fazer o que estão dizendo a ela naquele momento.
Em vez de usar estas frases (mesmo que elas sejam ditas de boa vontade), use frases compreensivas, como
“Estes sentimentos são muito ruins mesmo.”,
ou “Eu posso imaginar a sua dor. Você quer falar mais sobre o que está sentindo?”
(e deixe a pessoa falar...), ou
“Pode parecer que não, mas esta é uma fase, e ela vai passar.
Enquanto isso, estarei do seu lado”.
Frases assim não “obrigam” o paciente a se animar AGORA, JÁ, o que é muito difícil para ele, e não o culpam pelo que está sentindo, oferecendo a compreensão e o apoio enquanto esta fase não passa.Outra coisa que você e sua família podem fazer pelo familiar deprimido é encorajá-lo a caminhar! Normalmente a pessoa que está com depressão, pela falta de energia física e emocional (e não por “frescura”), não quer sair do quarto ou de casa ou até mesmo da cama! Mas o exercício físico poderá ajudá-lo na depressão porque quando caminhamos produzimos substâncias como a serotonina e a adrenalina.
Quando alguém está deprimido, o nível de serotonina no cérebro está muito baixo e a caminhada ajudará, então, a aumentar a produção desta substância e, portanto, ajudará na cura da depressão. Se possível, caminhe junto com ele!A família também deve encorajar o familiar deprimido a seguir as orientações médicas. Pode acontecer que, devido à depressão, o próprio paciente não tenha vontade de tomar os medicamentos, ir à terapia, e seguir com o que foi orientado pelo profissional médico ou psicólogo.
Assim, também é papel da família estar ao lado do deprimido animando-o a seguir com tais procedimentos porque eles farão efeito!Também é importante prestar atenção se o seu familiar tem idéias suicidas. Se ele fala em se matar, em morrer, é importante que vocês, família, informem isto para o médico psiquiatra que está cuidando de seu parente para que medidas possam ser tomadas para a prevenção de um suicídio: aumentar o medicamento talvez (de acordo com a orientação devida do médico responsável), mudá-lo, colocar pessoas para ficarem 24hs com a pessoa deprimida e outros procedimentos.
Todas estas ajudas serão muito bem-vindas e servirão como auxílio na recuperação da saúde do seu familiar, juntamente com os tratamentos médicos ou psicológicos que sejam necessários.
Dr. César Vasconcelos de Souza – Psiquiatra