sexta-feira, 30 de julho de 2010

MEDITAÇÃO

Palavras de exortação à Igreja de Cristo
"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas" (II Timóteo 4:3-4)
REFLEXÃO: "Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá" (Efésios 5:14)

quinta-feira, 29 de julho de 2010

UM ABSURDO: CÃO CHUTADO COMO BOLA

Militar resgata filhote de cão chutado como bola no AfeganistãoMarriott disse ter pensado que o cão não sobreviveria após o resgate
Um filhote de cachorro com apenas alguns dias de vida foi resgatado por uma militar britânica no Afeganistão que o viu ser chutado como uma bola de futebol por um grupo de crianças.
Segundo a médica militar Sarah Marriott, de 30 anos, o cão era do tamanho de sua mão quando ela o resgatou, há seis meses, durante uma patrulha a pé na província de Hellmand.
Ela diz que o dono do filhote havia pedido aos meninos que o afogassem, porque ele não o queria. Em sua descrição, as crianças tratavam o cachorro como um brinquedo.
A soldado diz que quando o encontrou, o cão estava em um estado tão precário que ela achou que ele não conseguiria sobreviver.
Marriott levou o cão à sua base e conseguiu recuperá-lo graças a uma dieta de mingau de aveia e apresuntado enlatado, além de muito carinho.
Transporte

Reorg se recuperou com uma dieta de mingau de aveia e apresuntado

Após seis meses de tratamento, ela conseguiu que a organização de proteção dos animais Nowzad Dogs o transportasse de avião para a Grã-Bretanha.
O filhote foi batizado de Reorg, que é um jargão militar para descrever uma sessão de análise de uma operação após sua execução.
Reorg foi levado à Grã-Bretanha no compartimento de carga de um avião, ao custo de 3.500 libras (cerca de R$ 9.600) e está em quarentena em um canil na região de Devon, no oeste do país.
Assim que o cachorro for liberado da quarentena, Marriott pretende entregá-lo a parentes para que cuidem dele.

FONTE

SAÚDE MENTAL

Amigos fazem probabilidade de sobrevivência aumentar em 50%, diz estudo
Michelle Roberts
Da BBC News

Para pesquisadores, rede de amigos e família protege a saúde
Uma pesquisa da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, sugere que ter uma boa rede de amigos e vizinhos pode aumentar as chances de sobrevivência de uma pessoa em 50%.
A pesquisa, publicada na revista especializada PLoS Medicine, chegou a esta conclusão ao analisar dados de cerca de 150 estudos que analisavam as chances de sobrevivência em relação a redes sociais.
Para os pesquisadores americanos, ter poucos amigos pode ser tão prejudicial à sobrevivência de uma pessoa como fumar 15 cigarros por dia ou ser alcoólatra.
Os cientistas acreditam que tomar conta de outras pessoas nos leva a cuidar melhor de nós mesmos.
Para Julianne Holt-Lunstad, que liderou o estudo, há muitas formas pelas quais amigos, colegas e família podem aumentar a saúde e bem-estar de uma pessoa.
"Quando alguém está conectado a um grupo e se sente responsável por outras pessoas, aquele senso de propósito e significado se traduz com a pessoa tomando conta dela mesma e assumindo menos riscos", afirmou.
Para os pesquisadores, perder o apoio social pode diminuir ainda mais as chances de sobrevivência do que obesidade ou sedentarismo.
Sete anos
Os cientistas analisaram 300 mil pessoas em quatro continentes em um período de sete anos. Segundo esta análise, aqueles com redes sociais mais fortes se saíram melhor em resultados de saúde e expectativa de vida.
A probabilidade de estas pessoas estarem vivas em qualquer idade era quase duas vezes maior do que daqueles considerados solitários.
O estudo incluiu pessoas de todas as idades, sem levar em conta o estado de saúde inicial dos pesquisados.
"O efeito não é isolado em adultos mais velhos. Relacionamentos fornecem um nível de proteção a todas as idades", afirmou Timothy Smith, outro pesquisador que participou do estudo.
Smith, no entanto, alerta que os aparatos modernos e a tecnologia podem levar algumas pessoas a pensar que redes sociais face a face não são mais necessárias.
"Como humanos, nós encaramos relacionamentos como algo garantido, somos como peixes que não notam a água. A interação constante não é apenas um benefício psicológico, mas influencia diretamente nossa saúde física", acrescentou.

Viver isolado

Viver isolado faz tão mal como fumar 15 cigarros por dia
por Marta F. Reis, Publicado em 28 de Julho de 2010
Análise a mais de 300 mil pessoas pesou o papel das relações sociais na saúde: se são fortes, o risco de mortalidade reduz 50%

É mais fácil saber quantos amigos tem em média um utilizador do Facebook (130, já agora) do que perceber quantas amizades tem um português, ou mesmo qual o estado das relações sociais na Europa - a última análise do Eurostat sobre o perfil do homem e da mulher, de 2008, não diz nada sobre relações sociais, apenas sobre temas como ser obeso ou fumar, trabalho e lazer, ou como uns e outros utilizam o computador.
A tarefa vã é parte do problema, mas isto é começar pelo fim. Investigadores da Universidade Brigham Young, em Provo, Utah, publicam esta semana na revista científica "PLoS Medicine" uma análise a mais de 148 investigações sobre o impacto da vida social na mortalidade. Os resultados lançam uma nova campanha para introduzir amigos e família nas preocupações das políticas de saúde pública: descobriram que uma fraca interacção social reduz 50% a taxa de sobrevivência, o equivalente a fumar 15 cigarros por dia. Viver mais isolado é ainda duas vezes mais prejudicial que ser obeso, e o mesmo que ser alcoólico ou não fazer exercício.
Cada idade tem uma taxa de mortalidade associada. O que os investigadores fizeram neste novo estudo foi cruzar os dados para tentar chegar a uma associação entre o grau de relacionamento social de 308 849 pessoas e a idade com que morreram, excluindo à partida situações de suicídio ou acidente.
Na base do trabalho, explicam no artigo científico, está o facto de há duas décadas se saber que as relações sociais influenciam a mortalidade, mas não haver ainda um reconhecimento desta dimensão como factor de risco, mas também a percepção de que a interacção social nas sociedades industrializadas tem diminuído, com menos interacções intergeracionais e a primazia dada à carreira.
Julianne Holt-Lunstad, uma das autoras, explica ao i que foi possível concluir que as probabilidades de sobrevivência são influenciadas - independentemente de idade, sexo, estado civil ou de saúde - pela magnitude das relações sociais, e que viver isolado representa um risco de 50%. Entendem por isso que, perante estes resultados, este factor não pode continuar a ser ignorado nas investigações populacionais e nas iniciativas de saúde pública. Uma boa rede social, afirmam, é comparável a comportamentos como deixar de fumar, e uma má rede excede os riscos de inimigos conhecidos como a obesidade ou o sedentarismo.
Definir o que é uma interacção social forte foi uma das partes mais difíceis. Numa análise segmentada dos vários estudos, perceberam que aqueles que contemplavam mais indicadores sociais como o número de amigos próximos, a força dos laços familiares ou o envolvimento em grupos comunitários anteviam um peso ainda maior desta dimensão: até 91% de acréscimo na probabilidade de sobrevivência. Também não é possível concluir se as interacções virtuais contam tanto como as tradicionais. "Os investigadores não perguntaram directamente por elas, mas é provável que alguns participantes as tenham incluído. Essa noção só se tornou mais comum nos últimos dez anos", diz Holt-Lunstad.

CÃES IMITAM DONOS

Estudo indica que cães imitam movimentos dos donos
Victoria Gill
Da BBC News

Cada dono demonstrou experiências simples ao seu cão
Um estudo da Universidade de Viena, na Áustria, sugere que os cães "imitam automaticamente" os movimentos de seus donos.

Esta imitação automática seria uma parte crucial do aprendizado social a respeito de humanos, diz a pesquisa, que também revela pistas sobre como este tipo de aprendizado evoluiu.
Os cientistas austríacos afirmam que o fenômeno - no qual a visão do movimento de outro corpo faz com que o observador se movimente da mesma forma - é evidente em muitos outros animais.
O estudo, liderado pela cientista Friederike Range, também sugere que a forma com que as pessoas interagem e brincam com seus cães enquanto eles crescem modela a habilidade do animal para a imitação.
"Não é algo espontâneo. Os cães precisaram de muito treinamento para aprender isto", disse Range.
Abrindo portas
Range e seus colegas investigaram a habilidade de imitação dos cães com uma série de experimentos com testes simples de abertura de portas.
Os pesquisadores austríacos construíram uma caixa com uma porta na frente, que poderia ser aberta com um puxador.
Os donos dos cães então demonstraram como abrir a porta aos animais, usando a mão ou a boca.
"Quando os donos usaram a mão, o cão tinha que abrir a porta com a pata para conseguir uma recompensa", disse Range.
Quando o dono abria a porta usando a boca, o cão tinha que usar a mesma técnica.
"Um segundo grupo de cães tinha que aprender o método alternativo - se o dono usava a mão, eles tinham que usar a boca, e quanto o dono usava a boca para abrir a porta, os cães tinham que usar a pata", explicou a cientista à BBC.
Aprendizado
Os cães que tiveram que imitar a mesma ação que os donos aprenderam a tarefa muito mais rapidamente do que aqueles que tiveram que fazer o contrário.
Isto mostra que os cães tinham uma predisposição para imitar os movimentos de mão/pata ou boca/focinho.
Range também notou que, devido ao fato de os cães possuírem um corpo muito diferente das pessoas, eles também tinham que interpretar o que viam.
"Este tipo de aprendizado tem vantagens evolucionárias óbvias para os animais", afirmou a pesquisadora. "Eles podem aprender a respeito de certos aspectos da vida sem ter que aprender por tentativa e erro, o que sempre é mais arriscado."

PENA DE MORTE

China lidera ranking de execuções
Relatório da Anistia Internacional afirma que país executa mais cidadãos que todo o resto do mundo junto
29/07/2010

Milhares de chineses foram executados em 2009
A China executa mais cidadãos que qualquer outro país no mundo, e mais que todos eles somados. De acordo com o relatório anual da Anistia Internacional, milhares de chineses foram executados em 2009, embora o número exato seja impossível de ser determinado, uma vez que informações sobre as execuções são consideradas segredo de estado pelo governo chinês.
No entanto, esses números podem diminuir em breve. O Congresso Nacional está reduzindo o número de crimes puníveis com execuções. Atualmente entre os crimes em que pode ser aplicada a pena de morte estão suborno de policiais e roubo de relíquias históricas.
O gráfico abaixo apresenta os países com os mais altos índices de execuções em 2009.FONTE

INTERNET

Divulgados dados de 100 milhões de utilizadores do Facebook
por DN.pt Hoje

Os dados pessoais de 100 milhões de utilizadores do Facebook foram publicados num único 'pacote' passível de ser descarregado pela Internet, foi hoje noticiado.
O autor desta fuga de informação, um consultor de segurança, Ron Bowes, usou um programa informático para recolher os dados privados dos utilizadores que não foram protegidos pelos utilizadores.
Fê-lo, justificou no blogue SkullSecurity, para demonstrar as fragilidades dos mecanismos de privacidade da maior rede social do mundo.
Os dados em causa incluem o endereço (URL) de cada utilizador do Facebook, o seu nome e a sua identificação pessoal. E tornaram-se logo um sucesso. Segundo a BBC, no site de partilha de ficheiros Pirate Bay a informação foi descarregada por mais de mil utilizadores.
O Facebook reagiu a este caso em comunicado, realçando que os dados divulgados por Bowes já eram públicos.
'Neste caso, a informação que os utilizadores decidiram tornar pública foi recolhida por um único utilizador, mas já existia no Google, no Bing e em outros motores de busca', escreve a administração do Facebook.
'Nenhuma informação privada foi violada', assegura a mesma fonte da rede social que atingiu em meados de Jungo o número de 500 milhões de utilizadores.

FONTE

quarta-feira, 28 de julho de 2010

CLIMA QUENTE

Temperaturas elevadas
Calor: DGS estima mil mortos no País desde Abril
por Lusa Hoje
As autoridades de saúde estimam que o calor provocou mil mortos desde finais de Abril, mas se a desmaterialização do certificado de óbito já estivesse em vigor, todas as vítimas das altas temperaturas seriam contabilizadas logo após a morte.
Previstos para final de 2008, os certificados de óbito electrónicos deverão entrar em vigor no início do próximo ano, disse hoje à agência Lusa o director geral da Saúde, Francisco George.
Nessa altura, acrescentou o subdirector da Saúde, José Robalo, as autoridades de saúde irão ter conhecimento de todas as mortes que ocorrem em Portugal, assim que o médico passe a certidão de óbito.
Actualmente, as autoridades de saúde, nomeadamente matemáticos e estatísticos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), tentam apurar as mortes causadas pelo calor, comparando a mortalidade em períodos idênticos, mas sem altas temperaturas.
José Robalo explicou à Lusa que estes números só poderão ser confirmados daqui a algum tempo, assim como analisadas as causas das mortes.
Desmaterialização do certificado de óbito para ajudar as contagens
Tempos e imprecisões que a desmaterialização do certificado de óbito - medida prevista no Programa de Simplificação Administrativa e Legislativa (Simplex) - deverá reduzir.
Além da contabilização dos mortos ser praticamente em simultâneo à passagem da certidão de óbito, em poucas horas ou dias será possível analisar as causas da morte, como as altas temperaturas.
"Sempre que tivermos dúvidas sobre as causas da morte, podemos contactar o médico e esclarecer, por exemplo, se o óbito tem alguma relação com o calor", sublinhou José Robalo.
Segundo o subdirector geral da Saúde, a medida ainda não está em vigor porque se trata de um processo que exige fortes medidas de segurança.
"Não podemos permitir que qualquer pessoa passe uma certidão de óbito", disse.
Prevista no Simplex, a Desmaterialização do Certificado de Óbito visa possibilitar a emissão electrónica do certificado de óbito em todos os casos em que o falecimento se verifique em estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde (SNS), onde ocorrem cerca de 75 por cento dos óbitos.
Para tal, foi criada "uma aplicação informática segura que o médico preencherá e enviará para as bases de dados centrais do Ministério da Saúde (Registo Nacional de Utente e Direcção Geral da Saúde) e do Ministério da Justiça (Instituto dos Registos e Notariado)".
"Além de viabilizar a actualização permanente do Registo Nacional de Utentes do SNS, esta iniciativa possibilitará o tratamento, pela DGS, dos dados que permitirão a elaboração de estatísticas sobre causas de morte no país", lê-se no programa, que foi "desenhado para simplificar a vida dos cidadãos e das empresas".

ABERTURA DE HIPERMERCADOS AOS DOMINGOS

CGTP e UGT «totalmente contra» abertura de hipermercados ao domingo
Por Redacção

A CGTP e a UGT mostraram-se, esta quarta-feira, «totalmente contra» a decisão do Governo de alargar o horário de funcionamento das grandes superfícies comerciais aos domingos e feriados.
«A maior parte dos portugueses já têm dimensão de pobreza suficiente para andarem a ser pendurados no consumo. O que nós precisamos é de investimento produtivo, produção de bens e serviços úteis, e não uma lógica demolidora de resolver tudo pelo consumo», declarou o secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva, citado pela TSF.
Já João Proença fala numa «escalada da desregulação laboral» que não deve ser permitida. «O que está em causa é uma escalada para que todos os trabalhadores deste país trabalhem todos os dias, indiferentemente, acabando com os sábados e com os domingos», explicou o secretário-geral da UGT.
19:15 - 28-07-2010

MÍDIAS COMO VIGIAS

Novas mídias como vigias do meio-ambiente
Data de publicação : 28 Julho 2010 - 12:35pm
Por Willemien Groot (Imagem: Tom Buurman/RNW)
Todos os dados disponíveis sobre meio ambiente e clima serão reunidos em um único espaço graças aos sites Eye on Earth, Geoss e Google. Não apenas dados de cientistas, mas também do público em geral, compilando o estado do planeta em um piscar de olhos.
Já em 1998 o ex-vice-presidente dos EUA, Al Gore, sonhava com um tipo de ‘Planeta Digital’. A Nasa desenvolveu uma primeira versão. Com a chegada de sites como Facebook, Twitter e Flickr, as possibilidades de esboçar uma imagem mais precisa do mundo se tornaram ainda maiores. Todos parecem estar descobrindo as qualidades das mídias sociais como complemento científico.
Desastre ecológico
No auge do desastre do derramamento de petróleo no Golfo do México um aplicativo simples do Google Maps causou enorme impacto, enquanto a ideia por trás não era nada complexa. “Neste caso, foi um engenheiro que trabalha pra nós, mas qualquer um poderia ter pensado nisso”, diz Ed Parsons, do Google britânico, com uma dose de modéstia. “Ele utilizou dados que o governo norte-americano publicava diariamente sobre a extensão da mancha de óleo e sobre a quantidade de petróleo que vazava do poço danificado. Com base nisso, ele fez um mapa que você pode pôr sobre qualquer lugar do planeta. Digite o nome da sua cidade e a escala do desastre está literalmente à sua porta.”
Um mapa assim causa mais impacto do que informações brutas soltas, embora elas também estejam disponíveis, diz Parsons. Isso torna o processo transparente e mais atraente para pessoas que querem se aprofundar no assunto.
Mensagem
Governos também veem possibilidades de passar uma mensagem com mais ênfase. O governo britânico, por exemplo, lançou uma campanha para apoiar sua política em relação às mudanças climáticas: um aplicativo no Google Earth mostra o que aconteceria se a temperatura média no mundo subisse 4 graus Celsius. Confrontador e eficaz.
Da mesma maneira, os efeitos da seca e de enchentes podem ser facilmente mostrados. As mídias sociais estão cheias de informações sobre clima e meio ambiente, divulgadas e usadas por milhões de pessoas. Por que não compilar todos estes pequenos dados?
Interação
Dois sites europeus estão trabalhando duro para isso. Um deles o Geoss – Global Earth Observation of Systems -, uma iniciativa do Grupo de Observação da Terra, em parceria com 81 países e cerca de 50 organizações internacionais. O projeto é apoiado pelo Joint Research Center (JRC) da Comissão Europeia.
”Queremos envolver os cidadãos. Eles conhecem e compreendem melhor o que acontece ao seu redor do que qualquer observação esporádica de um satélite”, diz Max Craglia, da JRC. “Combinando este conhecimento com informação científica, isto nos ajudará a compreender melhor as mudanças. E a possibilidade de que bilhões de pessoas funcionem como ‘sensores’ do meio ambiente é de enorme importância.”
Enquanto o Geoss procura ter um papel global, o site Eye on Earth é mais europeu. Este website da Agência Ambiental Europeia deverá ser um ponto de concentração e distribuição de informações no qual o público tem papel central. O site disponibiliza dados sobre qualidade da água e do ar, e mais tarde virão dados sobre biodiversidade e poluição sonora.
Principalmente o Bend the Trend (algo como ‘mude a tendência’) é um experimento interessante. A seção está se tornando um ponto de convergência para dicas sobre meio ambiente e mudança climática, e uma plataforma de discussões para as consequências das mudanças climáticas para a vida cotidiana.
Credibilidade
”Mas o sucesso dependerá inteiramente da credibilidade. Sabemos muito bem disso”, diz Jeff Huntington, da Agência Ambiental Europeia. “Mas eu espero que, uma vez que tenhamos nos acostumado à ideia de trabalhar junto com o público, haja uma habilidade de auto-filtragem. O resultado final deverá ser, de qualquer forma, melhor do que o que temos agora.”
Dados vindos de cidadãos comuns ou cientistas amadores não são, necessariamente, piores do que dados científicos. E uma única fonte, mesmo que seja um cientista, nunca é suficiente.
Segundo Ed Parsons, do Google britânico, todo mundo, com um pouco de conhecimento técnico, é capaz de criar seu próprio Planeta Digital. O Googe Earth não é mais que uma plataforma que liga lugares a conhecimento. Seja mostrando o mundo digital de uma série de televisão ou locais onde as florestas estão sendo ilegalmente desmatadas. Tudo depende de como é usado.

terça-feira, 27 de julho de 2010

INIMIGOS

“Não me deixes à vontade dos meus adversários; pois contra mim se levantam falsas testemunhas e os que só respiram crueldade.” Sal. 27:12.
Inimigos ocultos ao longo da vida não é paranóia. É realidade. Quem sabe, neste exato momento, você está sendo vítima das artimanhas de seus inimigos. Nunca subestime o inimigo, por insignificante que pareça. Acreditar que um inimigo pequeno não pode atingi-lo é tão néscio como achar que uma faísca não possa causar um incêndio.
A oração de Davi não é “que não encontre inimigos no meu caminho”. Orar dessa maneira, seria igual pedir a Deus que “não haja sol ou chuva”. O sol e a chuva são realidades da vida. E Deus “faz nascer o Seu Sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos”. Mat. 5:45. Enquanto viver neste mundo, mesmo andando nos caminhos de Deus, ou até por causa disso, você achará inimigos gratuitos, tentando destruí-lo.
A palavra inimigo, em hebraico Tsar, aparece 106 vezes no Antigo Testamento e se refere aos que “sentem hostilidade contra você”. O próprio Davi afirma: “Mas os meus inimigos são vigorosos e fortes, e são muitos os que sem causa me odeiam.” Sal. 38:19.
No salmo de hoje, Davi aceita a realidade de seus inimigos. Mas suplica a Deus que não o deixe cair nas mãos deles. a promessa divina não é que você não terá inimigos, e sim, que eles não prevalecerão.
Como os inimigos agem? Usam a mais venenosa das setas: a palavra. Torcem a verdade, difamam, acusam, inventam falsos testemunhos. O melhor remédio é uma consciência limpa, diante de Deus e diante dos homens. Tema o seu inimigo só quando ele começa a ter a razão. Então, pare, reflita e, se necessário, peça perdão e corrija o rumo de suas atitudes. É desse jeito que os filhos de Deus lidam com as intrigas.
O salmista tinha a consciência limpa; por isso, disse para si mesmo: “Espera pelo Senhor, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor.” Sal. 27:14.
Parta hoje para a luta da vida com a confiança depositada no Deus que nunca falha. Marche de cabeça erguida, olhos nos olhos das pessoas. Não se amedronte. Não fuja. Não retroceda. Você tem um objetivo. Corra atrás dele. Mas ore como Davi: “Não me deixes à vontade dos meus adversários; pois contra mim se levantam falsas testemunhas e os que só respiram crueldade.”

segunda-feira, 26 de julho de 2010

LUTERANOS E MENONITAS

Mundo 26.07.2010
Luteranos se desculpam por perseguir menonitas séculos atrás

Großansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Luteranos se reuniram em Stuttgart
A Assembleia Geral da Federação Luterana Mundial teve como um ponto alto o pedido de perdão dos luteranos ao menonitas. Favoráveis a reformas radicais do cristianismo, eles foram perseguidos por católicos e protestantes.
Até esta terça-feira (27/07), 400 delegados de 140 igrejas-membros do mundo inteiro participam em Stuttgart, na Alemanha, da 11ª Assembleia Geral da Federação Luterana Mundial. Ao todo, mais de mil participantes discutiram, durante uma semana, questões como injustiças e soluções para problemas humanitários globais. O evento teve como ponto alto o pedido de perdão dos luteranos aos menonitas, pela perseguição religiosa ocorrida 500 anos atrás.
"Temos essa lembrança de sermos uma minoria perseguida", disse Larry Miller, secretário-geral do Congresso Mundial Menonita por ocasião de uma cerimônia de reconciliação realizada pela Federação Luterana Mundial sobre a perseguição cruel do movimento anabatista.
Os menonitas pertencem ao principal ramo do movimento anabatista. A repressão sangrenta sofrida por seus membros no século 16 faz parte dos capítulos mais sombrios da história europeia.
Bildunterschrift: Großansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Martinho Lutero apoiou perseguição aos menonitas
Um principal ponto de discórdia era o batismo de crianças. Os menonitas acreditam que seus membros devem ser batizados adultos, voluntariamente, e rejeitam o batismo de crianças. Isso fez com que fossem tachados como hereges pelo reformador Martinho Lutero (1483-1546), para quem essa era uma forma de negar às crianças a inclusão na comunidade cristã.
Lutero deixou clara sua rejeição pelos anabatistas na Confissão de Augsburg, publicado em 1530 naquela cidade alemã. Até hoje, os pastores luteranos são ordenados com base em partes dessa confissão.
Conflito mortal no movimento europeu de reforma
Os seguidores dos anabatistas, que pediam uma reforma social mais radical do cristianismo do que a pleiteada por Lutero e pelo suíço Ulrich Zwingli (1484-1531), tiveram que fugir dos governantes católicos e protestantes para se salvar, o que não impediu que milhares fossem executados.
Hoje, a religião menonita conta no mundo todo com mais de 1 milhão de membros, muitos deles nos EUA e no Canadá, cerca de 60 mil na Europa. Devido ao fato de já terem cedo levantado a voz contra qualquer forma de guerra e darem importância à "absoluta abdicação da violência", eles são considerados uma das "Igrejas históricas da paz". As comunidades menonitas são opostas às hierarquias eclesiásticas: a paróquia local é totalmente autônoma.
Reconciliação exige nova identidade
Na cerimônia de reconciliação que marcou a 11ª Assembleia Geral da Federação Luterana Mundial, em Stuttgart, os luteranos pediram, "a Deus e às nossas irmãs e aos irmãos menonitas o perdão pelo sofrimento que nossos antepassados lhe infligiram no século 16". O pedido de perdão foi elaborado entre 2005 e 2008 por uma comissão de estudos luterano-menonita.
Bildunterschrift: Großansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Assembleia elegeu bispo palestino Younan como novo presidente
Para o secretário-geral da Conferência Mundial Menonita, o Larry Miller, a medida é uma "concessão importante e um ato de libertação", pois os menonitas, segundo ele, muitas vezes "se sentem ainda como vítimas". "Agora temos de repensar nossa identidade", ressalta. Na verdade, as histórias dos mártires das comunidades menonitas ainda estão bastante presentes. O sofrimento dos antepassados é passado de geração em geração.
"É simplesmente uma ferida profunda no seio do cristianismo, quando igrejas que estão na realidade tão perto, por virem da mesma raiz e terem uma história comum, estão tão divididas dentro do movimento de reforma", disse o pastor menonita Reiner Burghard durante a cerimônia de reconciliação. Ele espera que essa ferida seja curada.
No futuro, luteranos e menonitas querem lutar para que liberdade de religião e de consciência sejam respeitadas e protegidas na política e na sociedade.
Bispo palestino é novo presidente da federação
Outro ponto marcante dessa assembleia foi a eleição do bispo palestino Munib A. Younan como presidente da Federação Luterana Mundial. O prelado de 59 anos, conhecido por seu engajamento pela paz no Oriente Médio e incentivador do diálogo entre as religiões, sucede o norte-americano Mark Hanson, de 63 anos, que desde 2003 liderava a entidade formada por 70 milhões de cristãos.
Autora: Ulrike Mast-Kirschning (md)Revisão: Augusto Valente

RELIGIÃO

Bispa luterana alemã renuncia após ser acusada de encobertar caso de pedofilia

Großansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Jepsen: primeira evangélica a renunciar devido ao escândalo de pedofilia que atinge a igreja
A bispa de Hamburgo, Maria Jepsen, renunciou ao cargo após a imprensa alemã afirmar que ela sabia das acusações de abuso sexual por um pastor e não o afastou do contato com jovens.
A bispa luterana de Hamburgo, Maria Jepsen, de 65 anos, renunciou ao cargo na última sexta-feira (16/07), após acusações de que não teria reagido a denúncias de pedofilia em sua igreja, a Nordelbische Kirche, e encobertado o caso. Ela teria permitido que um pastor acusado de abusar sexualmente de adolescentes continuasse em contato com jovens.
Jepsen disse que a acusação põe em dúvida a sua credibilidade. "Não me sinto em condições de continuar a disseminar a Boa Nova, como prometi na minha ordenação e na minha eleição para bispa, diante de Deus e da diocese", justificou. É a primeira vez que o atual escândalo de pedofilia envolvendo religiosos afeta a Igreja Luterana da Alemanha.
Testemunha contesta Jepsen
O pastor, hoje aposentado, é acusado de ter abusado sexualmente de seus enteados e de vários outros jovens na cidade de Ahrensburg, nas proximidades de Hamburgo. Os abusos teriam acontecido do entre o final dos anos 1970 e meados dos anos 1980.
A direção da Igreja afirma só ter tomado conhecimento do caso por meio de uma carta enviada em março de 2010, por uma das vítimas, uma mulher que tem hoje 46 anos.
Diversos órgãos da imprensa alemã afirmam, contudo, que Jepsen teria sido informada já em 1999. O jornal Hamburger Abendblatt publicou uma declaração, fetia sob juramento, de uma testemunha, que assegura ter informado Jepsen dos referidos abusos em 1999, durante um congresso. A bispa diz que, na época, ficou sabendo apenas de um caso extraconjugal do pastor.
O semanário Der Spiegel afirma que pastor foi afastado de comunidade em que atuava em 1999, mas continuou trabalhando na igreja e mantendo contato com jovens até se aposentar, em 2001.
Segunda renúncia
Este é o segundo escândalo envolvendo mulheres na Igreja Luterana da Alemanha em menos de seis meses. Em fevereiro passado, a bispa Margot Kassmann, então presidente da Igreja, renunciou ao cargo depois de ter sido flagrada pela polícia conduzindo um veículo alcoolizada.
O presidente do Conselho da Igreja Luterana, Nikolaus Schneider, lamentou a decisão de Jepsen e destacou a atuação da bispa em favor da igualdade de direitos das mulheres e da união homossexual, bem como seu engajamento em prol do ecumenismo e nas relações com Israel.
Em abril de 1992, Jepsen tornou-se a primeira bispa evangélica em todo o mundo. Ela foi reeleita em 2002, para um mandato de mais dez anos. A Nordelbische Kirche é uma das 22 Igrejas protestantes que formam a Igreja Luterana no país.
AS/dpa/rtr/afp/epd/lusa
Revisão: Soraia Vilela

FONTE

VÍRUS DO NILO

Caso detectado em Lisboa
Infecção por vírus do Nilo deverá ser caso isolado

por Lusa Hoje

José Calheiros, da direcção do INSA, diz que não foi detectado qualquer mosquito infectado na rede de vigilância.
O Instituto Nacional de Saúde (INSA) acredita que o caso de infecção por vírus do Nilo identificado em Portugal é isolado, até porque não foi ainda detectado qualquer mosquito infectado na rede de vigilância.
A infecção por vírus do Nilo Ocidental é transmitida através da picada de um mosquito e a esmagadora maioria das pessoas exibe apenas um quadro febril.
Segundo José Calheiros, da direcção do INSA, o caso está diagnosticado laboratorialmente como sendo infecção por vírus do Nilo, tal como a Direcção Geral da Saúde já tinha avançado como hipótese 'muito provável'.
Em declarações à agência Lusa, José Calheiros afirmou que o programa de monitorização de vectores 'ainda não identificou qualquer mosquito com capacidade para produzir a infecção'.
'Significa que a probabilidade de infecção é muito baixa. Pode perfeitamente ser um caso isolado e significar que os meios de controlo e vigilância são melhores do que no passado, bem como que os clínicos envolvidos estavam atentos e pedirem os exames adequados', comentou.
Anualmente são pedidas cerca de 2000 análises ao Centro de Estudos de Vectores e Doenças Infecciosas do INSA, que se situa em Águas de Moura (Palmela), zona onde no passado a existência da malária era um problema sério.
'O ponto fundamental é vigilância e atenção de todos os profissionais de saúde', frisou o responsável do INSA, lembrando ainda que há medidas preventivas a ter em conta, como a eliminação de zonas 'criadoras' de mosquitos (como vasos ou pratos com água).
Desde 2008 que Portugal tem em funcionamento uma rede de vigilância de mosquitos que cobre todo o território continental e a Madeira, através da colaboração com as administrações regionais de saúde.
O objectivo central é recolher e analisar os vírus que possam ser transmitidos ao homem pelos vectores.
As doenças transmitidas por vectores, nomeadamente mosquitos ou roedores, começam a merecer uma atenção especial por parte de investigadores e autoridades europeias, perante a possibilidade de reaparecimento na Europa de doenças como a malária e o dengue.

Cirurgia plástica grátis pelo SUS

Cirurgia plástica grátis pelo SUS, direito de todos
A cirurgia plástica inicialmente foi uma doutrina com o propósito de realizar procedimentos reparadores, mas hoje a maioria das pessoas busca fazer cirurgia plástica com objetivos estéticos. É possível fazer plástica de graça caso ela seja necessária para que a vida do paciente torne à sua normalidade.
Como proceder para conseguir cirurgias plástica gratuita?
É possível fazer este tipo de cirurgia gratuita em hospitais universitários, hospitais-escola, hospitais públicos e até clínicas particulares. Algumas vezes pela solidariedade dos profissionais e outras pela obrigação do cumprimento da lei é possível conseguir plástica grátis caso o paciente tenha sofrido ou nascido com certos tipos de deformidades.
Os casos freqüentes em que a cirurgia plástica grátis é aplicada:
-Reconstrução mamária após remoção do seio com câncer
-Crianças com labioleporino
-Fendaplalatina
-Queimaduras que levaram a deformações
-Abdominoplastia para remoção de excesso de pele após cirurgia do estômago
-Deficiência ou deformidades no rosto

A lei federal nº 10.223 (15/05/2001) a ser realizada plastica pelo SUS, ou seja, efetuar cirurgia plástica grátis para mulheres que realizaram mastectomia (remoção da mama devido a tumores malignos). Leis estaduais no RJ e SP garantem plásticas grátis para mulheres com seqüelas físicas de ataques sexuais.
Cirurgia plástica exclusivamente com motivos estéticos só é possível fazer na rede privada. Nem sequer planos de saúde cobrem as cirurgia plástica de graça nestes casos.
Mas se você possui alguns dos problemas listados acima deve procurar a rede de saúde do seu município e consultar a possibilidade de efetuar uma cirurgia plástica gratuita. Você também pode procurar os hospitais universitários, entidades ligadas a projetos de saúde e verificar se é elegível para efetuar o procedimento que necessita.
Cirurgia Gratuita
No site Ajuda Brasil é possível localizar as instituições que podem ajudar você no seu caso específico, na sua região, e que podem tornar realidade a sua cirurgia plástica grátis com fins corretivos. [Cirurgias Plásticas]

A internet pode acabar?

A internet pode acabar? Certamente os endereços IP podem
Não entre em pânico, mas estamos ficando sem endereços de internet. Não domínios – os nomes de sites que você vê no topo desta página e que sempre começam com algo tipo “http://” ou “www”; desses ainda temos bastante.
De acordo com especialistas, são as opções de protocolo de internet – ou IP (internet protocol) – que podem acabar em menos de um ano. Os endereços de IP são números atribuídos a todos os dispositivos como computadores, telefones, carros, sensores sem fio, que se conectam a internet.
De acordo com um blog, estamos ficando sem números para atribuir a todos estes eletrônicos com internet. O aumento dos dispositivos móveis conectados à internet e o crescimento anual do conteúdo gerado pelo usuário na web são grandes causadores do aumento de endereços.
Apenas 4 bilhões de endereços na internet ainda podem ser gerados no atual sistema, e os especialistas acreditam que todos serão esgotados em menos de um ano. Se nada mudar, um “mercado negro” para esses endereços de internet pode se desenvolver.
E o que podemos fazer? Mais números é um bom começo. O nosso atual sistema de atribuição de endereços IP, que se parece com uma série de quatro números com períodos entre eles, só pode lidar com 32 bits de dados.
Os pesquisadores então estão trabalhando em uma nova versão do sistema, chamada IPv6, que permitiria muito mais endereços IP, cada com 128 bits de informação.
Os investigadores têm trabalhado no IPv6 por mais de uma década, mas parece que o projeto tem sido lento. Os especialistas dizem que nós precisamos mudar para o novo sistema o quanto antes ou a internet pode parar de funcionar.
Mas não se preocupe: os pesquisadores estão otimistas de que há a internet não vai parar de funcionar por causa da falta de endereços IP. A urgência do problema pode trazer muitas soluções a ele e o novo sistema deve ficar pronto o quanto antes.
[CNN]

DENGUE NO RIO DE JANEIRO

Número de casos de dengue no Rio já é quase o dobro de 2009
No 1º semestre, houve 31 mortes, contra 12 em todo o ano passado.Município com maior número de casos é São Gonçalo, seguido de Tanguá.
O número de casos de dengue no Rio no primeiro semestre deste ano já é quase o dobro do registrado em todo o ano passado. De janeiro a junho de 2010, foram 31 mortes em todo o estado e 21.346 casos da doença, contra 12 mortes em todo o ano de 2009 e 12.403 pessoas infectadas.
O município de São Gonçalo é o que registra o maior número de casos: 1.805 casos, sendo oito mortes. Na sequência vem Tanguá, com 1,730 pessoas, e Macaé, com 1.670.
Risco de epidemia no próximo verãoA última grande epidemia da doença foi em 2008, quando foram registrados mais de 250 mil casos, com 255 mortes no estado. Em 2002, foram quase 290 mil casos, com 91 mortes. Por causa do aumento, alguns especialistas alertam sobre o risco de uma nova epidemia no próximo verão.
Segundo a Secretaria estadual de Saúde, o número de casos registrados até agora não é considerado alarmante. Mas, mesmo assim, 3 mil bombeiros trabalham com agentes municipais de saúde para evitar a proliferação do mosquito. A secretaria afirma, ainda, que já existe um plano de contingência para combater a doença no verão.
Dengue tipo 1Entre as preocupações dos especialistas está a volta da dengue tipo 1, que não circula no Rio desde o início da década de 1990, e já foi detectada em municípios do interior do estado.
“É possível que a gente tenha uma epidemia uma vez que a circulação desse tipo foi há muito tempo e todas as crianças e muitos jovens não tiveram contato com esse tipo”, explica o entomologista da Fiocruz, Rafael Freitas.
Dona Neusa Carvalho perdeu o marido, vítima de dengue hemorrágica, um mês depois da festa de 50 anos de casamento. “Ele chegou com febre, foi para o hospital e faleceu dia 16 de abril. Complicou a vida dele porque deu dengue hemorrágica, deu pneumonia, uma porção de coisa e aí faleceu”, lembra ela, que viu outras dez pessoas da rua em que mora contraírem a doença.

Temperatura chegou aos 37º em Moscovo

Há 90 anos que não fazia tanto calor em Moscovo
por AFP Hoje

A capital da Rússia registou hoje um recorde histórico de temperatura, com os termómetros a registar 37,2 graus Celsius. O recorde anterior datava de Julho de 1920.
Há 90 anos que não se registava uma temperatura tão alta na capital russa, Moscovo, onde se têm verificado, nos últimos dias, temperaturas muito elevadas para a região.
"A principal estação meteorológica [da capital] registou 37,2 graus às 16:00h", anunciaram os serviços meteorológicos, citados pela agência Interfax. Trata-se de um recorde absoluto desde que a Rússia começou a registar as temperaturas, há 160 anos - o recorde anterior, de 36,8 graus Celsius, datava de Julho de 1920.
Os serviços meteorológicos russos indicaram um aumento das temperaturas para os próximos dias, com máximas próximas dos 40 graus previstas para quinta-feira, altura em que as temperaturas deverão voltar a descer.

FONTE

Dezasseis incêndios lavram Portugal continental

Incêndio que mobiliza mais meios ocorre em Pascoal
por DN.pt Hoje

Dezasseis incêndios estão esta tarde activos em Portugal Continental, sendo que um deles, no concelho de Viseu, mobiliza 118 bombeiros, 33 veículos e quatro helicópteros, segundo a Protecção Civil.
De acordo com o site da Autoridade Nacional de Protecção Civil, às 18:30 estavam em curso um total de 16 fogos, quatro dos quais no concelho de Viseu.
O incêndio que mobiliza mais meios ocorre na localidade de Pascoal, com duas frentes activas, e já obrigou ao corte do IP5, entre o nó da A24 e o nó de Pascoal.
Registam-se também incêndios nos concelhos de Sever do Vouga, Castelo de Paiva e Santa Maria da Feira (distrito de Aveiro); Paredes, Baião e Gondomar (Porto); Alcácer do Sal e Grândola (Setúbal); Lousã (Coimbra); Vila Verde (Braga); e dois em Caminha (Viana do Castelo).
Segundo as previsões do Instituto de Meteorologia, os termómetros iriam hoje ultrapassar os 40 graus em algumas zonas do país.
OUTROS INCÊNDIOS
Um incêndio, que está a lavrar há algumas horas no concelho de Viseu, obrigou a que o IP5 fosse fechado ao trânsito, entre o nó da A24 e o nó de Pascoal, informou fonte do Destacamento de Trânsito.
De acordo com o comandante do Destacamento de Trânsito de Viseu, Filipe Soares, o IP5 está intransitável nos dois sentidos desde as 16:00, porque o incêndio chegou às bermas desta via.
'Trata-se de um incêndio com alguma gravidade, que já está a consumir as bermas do IP5. A estrada vai manter-se encerrada até estarem reunidas condições de segurança para os automóveis circularem', informou.
O incêndio deflagrou por volta das 13:00, numa zona de pinhal conhecida por 'Crasto', na freguesia de Orgens.
De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu, 'o incêndio continua a não estar dominado, estando o trabalho dos bombeiros a ser dificultado pelo vento'.
A fonte referiu ainda que não há qualquer povoação em perigo.
No combate às chamas estão 26 corpos de bombeiros com 118 homens, apoiados por 33 viaturas, e três meios aéreos, sendo um de Viseu e um de Santa Comba Dão.
Ainda no concelho de Viseu, na freguesia de Vila Chã de Sá, encontra-se activo um outro incêndio, desde as 14:33.No terreno estão 45 homens de oito corpos de bombeiros, apoiados por 11 viaturas.
No concelho de Mesão Frio, o incêndio em São Gonçalo, distrito de Vila Real, começou às 22:10 de domingo e está a ser combatido por 29 bombeiros, apoiados por sete veículos operacionais e um helicóptero bombardeiro pesado Kamov. Às 10:45 registou-se uma reactivação da frente activa do fogo, que lavra em área de mato.
Gondomar também regista um incêndio activo em zona de mato. O fogo, em Monte Meda, foi declarado dominado às 2:40, mas voltou a reactivar-se várias vezes ao longo do dia. Às 11:50 foram accionados dois aviões bombardeiros pesados Canadair, para apoiar 52 bombeiros, com 12 veículos operacionais.
Em Ermida, localidade de Sever do Vouga, distrito de Aveiro, lavra um incêndio em zona de mato que começou às 12:35 e é nesta altura combatido 53 bombeiros, 12 veículos operacionais e um helicóptero de ataque inicial.
Um pouco antes (11:53), foi a vez de Covelas, na Póvoa do Lanhoso, distrito de Braga, ver começar a lavrar um fogo em zona de mato, combatido nesta altura por 20 bombeiros, cinco veículos e um helicóptero de ataque inicial.
Em Agrelo, concelho de Paredes, lavra desde as 01h20 um fogo numa zona de mato. Estão 33 bombeiros no local apoiados por nove viaturas. Pelas 12h00 de hoje deflagraram chamas em Vilarelho, Baião, que estão a ser combatidas por nove bombeiros, auxiliados por três viaturas.
Em São Gonçalo, concelho de Mesão Frio, 29 bombeiros, apoiados por sete veículos, combatem as chamas desde as 22h00 de ontem.
Em Brejeira, Coruche, distrito de Santarém, são 64 os operacionais, dos quais 53 bombeiros, que estão a combater um fogo em mato. Estão no local 13 veículos operacionais e dois aviões de ataque inicial.
A Sul, em Brejos Carregueira, no concelho de Alcácer do Sal, lavra um incêndio que está a ser combatido por cerca de 51 bombeiros, apoiados por 15 veículos e dois meios aéreos.

TRANSPLANTE DE ROSTO

Espanhol que recebeu 1º transplante total de rosto mostra nova face

O espanhol submetido em março ao primeiro transplante total de face mostrou nesta segunda-feira pela primeira vez às câmeras seu novo rosto.
O homem de 31 anos, identificado apenas como Oscar, tinha tido a face desfigurada após um acidente há cinco anos e ficou com dificuldades para respirar, engolir e falar.
Com o transplante, ele recebeu um novo rosto completo, com músculos, nariz, lábios, maxilar, céu da boca, todos os dentes, maçãs do rosto e mandíbula.
Os médicos responsáveis pelo transplante disseram esperar que Oscar consiga recuperar até 90% das funções de sua face.
Ele já é capaz de beber líquidos e comer alimentos pastosos e recuperou o tato na maior parte do rosto.
Por enquanto, ele ainda tem dificuldades para falar com clareza e precisará passar por tratamento e fisioterapia durante um período entre um ano e 18 meses.
Agradecimento
“Amigos, eu gostaria de agradecer aos coordenadores do hospital, a toda a equipe médica, à família do doador e acima de tudo à minha família, que está me apoiando nestes dias”, disse Oscar durante uma entrevista coletiva ao lado dos médicos.
A operação no dia 20 de março, que usou técnicas de cirurgia plástica e de reconstrução microneurovascular, envolveu 30 especialistas e levou quase 24 horas.
Segundo os médicos, eles procuraram reconstruir a face de modo a que ela lembre mais as feições que Oscar tinha antes do acidente do que as do doador.
Este foi o primeiro transplante completo de rosto realizado no mundo, já que outros dez transplantes de rosto realizados anteriormente haviam sido apenas parciais.
O primeiro transplante parcial de rosto com sucesso foi realizado em 2005 na França em Isabelle Dinoire, de 38 anos, cuja face havia sido desfigurada por um cachorro.

Grã-Bretanha - SUPERAÇÃO

Menino que nasceu sem parte das pernas vira estrela jogando futebol
Callum Truscott pratica futebol, rúgbi e críquete em sua escola

Um menino britânico de 12 anos vem se tornando uma sensação ao participar das equipes de futebol e críquete de sua escola, apesar de ter nascido sem parte das duas pernas.
Callum Truscott nasceu sem as duas pernas abaixo dos joelhos e aprendeu a andar usando próteses.
Apesar disso, ele superou as dificuldades e se tornou uma estrela das equipes de esporte da escola Brannel, na cidade de Saint Austell, na região da Cornualha (oeste da Grã-Bretanha).
Ele joga ao lado de outros atletas que não são portadores de deficiência. No início do mês, Callum marcou os pontos da vitória da equipe de críquete da escola na classificação para as finais da liga regional para menores de 13 anos.
Callum também treina com a equipe de rúgbi, mas é impedido de jogar porque suas próteses de metal são consideradas um risco para os demais atletas.
Recentemente ele também bateu vários de seus colegas em uma prova de natação de longa distância, completando a distância de 1.500 metros em 45 minutos.
Carreira

Com o sucesso, Callum já planeja uma carreira na área esportiva
“Eu acho que sou bom nos esportes. Acho que eu mereço meu lugar nos times da escola. Sempre me esforço ao máximo”, diz Callum.
Com o sucesso, o menino já planeja uma carreira ligada aos esportes. “Quero ser professor de educação física quando crescer”, afirma.
Seu professor de educação física, Milo Bright, diz que o menino nunca perde uma aula.
“O Callum nos ajuda porque quando outros no grupo chegam com um resfriado, ou uma dor na perna, são encorajados a participar da aula da educação física ao vê-lo”, afirma.
Segundo ele, apesar de sua deficiência Callum não tem moleza nas aulas. “Ele é tratado como qualquer outro aluno”, diz.
O diretor da escola, Ray Bell, diz que os feitos de Callum são “realmente extraordinários”.
“Os feitos de Callum mostram o quanto ele está determinado a se manter independente, o que é uma habilidade à qual todos nós almejamos”, diz Bell.
“Tenho muito orgulho dele e de nosso departamento de esportes, que o encorajou a participar das equipes. O trabalho duro dos dois lados está dando frutos”, afirma.

FONTE

domingo, 25 de julho de 2010

TEMPERATURA EM MOSCOVO MAIOR DESDE 1936

Temperatura sobe em Moscovo para máximos de 1936
Por Redacção Os termómetros subiram aos 36,7 graus Célsius na capital da Rússia, este domingo. A temperatura não atingia estes valores em Moscovo desde 1936. No centro do país, as temperaturas registadas também são anormais, chegando mesmo aos 40º.
«Não só se bateu o recorde do dia, como de todo o mês de Julho. Os 36,7 graus de sábado bateram os 36,5 em Julho de 1936», observou o porta-voz do Serviço de Meteorologia de Moscovo, citado pelo jornal i. 18:13 - 25-07-2010

Intolerância ao glúten

Cientistas estudam vacina para pessoas com intolerância ao glúten
Pesquisadores australianos conseguiram identificar causa da doença celíaca
23/07/2010 - 11:16

O mistério em torno da doença celíaca foi desvendado por cientistas australianos, segundo estudo publicado na quinta-feira na revista Science Translation Medicine. A descoberta pode melhorar a vida de milhares de pessoas que possuem intolerância ao glúten - proteína encontrada em pães, massas, cervejas e outros alimentos que possuam trigo entre seus ingredientes. Há 60 anos, a ciência já havia estabelecido a relação do glúten com a doença celíaca, porém, os cientistas não sabiam qual era o componente do glúten que provocava os efeitos. Mas agora, de acordo com o artigo, os pesquisadores conseguiram identificar três substâncias-chave do glúten que provocam a reação imunológica nas pessoas com a doença digestiva.
Para encontrar os fragmentos do glúten, 244 voluntários receberam alimentos como pão, bolo de centeio e cevada. Depois, as pessoas tiveram suas amostras de sangue coletadas para analisar a reação das células. No total, o glúten possui 16.000 componentes, mas somente três causam problemas ao organismo.
Ao consumirem alimentos com glúten, os portadores da doença podem apresentar sintomas como diarreia, vômitos e prejuízos na formação e desenvolvimento, no caso de crianças. Além disso, a doença também causa dificuldade na absorção de nutrientes, vitaminas e minerais – condição que pode trazer consequências para o cérebro, sistema nervoso, fígado e outros órgãos. O único tratamento – até agora – era a suspensão do glúten do cardápio diário.
O pesquisador Robert Anderson, do Instituto de Pesquisa Médica Walter e Eliza Hall, na Austrália, está otimista com os resultados. Ele acredita que a descoberta poderá ajudar no desenvolvimento de novos tratamentos e até um novo tipo de vacina. Anderson e os outros pesquisadores estudam criar um injeção que contenha os três componentes que desencadeiam a reação alérgica em quantidades ínfimas, para aplicar regularmente até que o corpo crie as defesas necessárias gradualmente.
No Brasil, as embalagens de alimentos contendo glúten precisam comunicar a presença da substância, além de informar sobre a doença celíaca, segundo determinou o Superior Tribunal de Justiça no início deste ano. A doença celíaca é considerada uma patologia gastrointestinal comum: cerca de 1% da população ocidental possui intolerância ao glúten.

DESCOBERTA

Retina pode ajudar a diagnosticar depressão
Os cientistas realizaram exames que relacionam depressão e o nível de contraste na retina
25/07/2010

Pessoas com depressão podem enxergar o mundo em tonalidades diferentes, afirmou uma pesquisa da Universidade de Freiburg, na Alemanha. Os cientistas realizaram exames que relacionam depressão e o nível de contraste na retina.
“Este método poderá vir a ser uma valiosa ferramenta para medir objetivamente o estado subjetivo de depressão, com implicações de longo alcance para investigação, bem como o diagnóstico clínico e o tratamento de depressão”, disse o pesquisador Van Elst.
Metodologia
As retinas são responsáveis por transformar sinais luminosos em impulsos nervosos, que são interpretados no cérebro. Os pesquisadores avaliaram a atividade da retina em pessoas com e sem depressão por meio de uma medição das respostas elétricas.
Os pacientes deprimidos apresentaram uma redução de contraste na retina e, dependendo da gravidade, o nível de contraste aumentou ou diminuiu.
O padrão mostrou-se tão regular que foi possível distinguir os pacientes deprimidos somente pelo resultado dos exames. Cientistas acreditam que os novos estudos de eletrorretinograma poderiam fornecer uma maneira mais eficiente de avaliar a disposição do paciente.
Fontes:

O Globo - Exame de retina pode ser um novo método para diagnosticar depressão

Opinião e Notícia

Biologia

Eflorescência de algas cresce no mar Báltico
Hoje

Alimentadas pelos fertilizantes agrícolas e beneficiando do calor, as algas marinhas espalham-se e ameaçam espécies.
Uma imagem de satélite da Agência Espacial Europeia (ESA) mostra uma gigantesca eflorescência de algas a cobrir uma porção do mar Báltico, conforme ilustra a fotografia, em cima, tirada no início deste mês.
As temperaturas elevadas e a ausência de vento facilitaram o desenvolvimento do fenómeno, o maior na região desde 2005, ocupando pelo menos 377 mil quilómetros quadrados, uma superfície ligeiramente superior à da Alemanha. As algas são potencialmente tóxicas para a vida marinha, e a zona afectada estende-se desde as costas da Finlândia, a norte, até à Polónia, com áreas muito densas junto à Suécia. Os cientistas afirmam que, pela dimensão invulgar, a eflorescência ameaça várias espécies.
O processo chama-se eutrofização e é comum em lagos, alimentado pela fertilização dos terrenos agrícolas à sua volta. A água da chuva arrasta os nutrientes, que, por sua vez, se tornam alimento de algas, que acabam por extrair todo o oxigénio da água desses lagos ou rios. O fenómeno também ocorre no mar e há décadas que o Báltico regista estas eflorescências, também devido aos fertilizantes agrícolas, a que se junta neste caso, um Verão que se anuncia quente.
Os cientistas esperam que a eflorescência no Báltico se disperse, com o aumento da intensidade do vento. As ondas resultantes deverão espalhar as algas antes destas perturbarem os ecossistemas mais frágeis. Há também avisos sobre saúde humana: o contacto com esta água pode causar alergias.

sábado, 24 de julho de 2010

CÂNCER DE MAMA - UM ASSUNTO MUITO SÉRIO

Uma Chance para Viver
Living Proof(2008) 90 min (Livre)



Lilly Tartikoff, dr. Dennis Slamon, Trudie Styler, Sting e Andrea Wong
"A esperança é uma coisa boa. Tenho o tempo todo". (Dr. Slamon)
EUA - O Dr. Dennis Slamon trabalha no menor laboratório da UCLA (Universidade da California, Los Angeles), tem o menor orçamento e nenhum estudante da área de ciências se candidata como seu assistente. O cientista se esforça demais e é pouco valorizado, mas tem o apoio da esposa e acredita no que faz. Dr. Slamon está desenvolvendo uma droga experimental para o tratamento do câncer da mama. Herceptin é um anticorpo produzido nas células e, em doses maciças, o médico acredita que possa ser uma terapia não tóxica para 25% das mulheres com diagnóstico de câncer da mama.
Mas o laboratório Genentech teme prejuízos, corta verbas e pensa interromper o financiamento da pesquisa. Quando tudo parece perdido, Lilly Tartikoff, esposa de um antigo paciente do dr. Dennis, se oferece para levantar fundos entre os amigos. Ao encontrar Ronald Perelman, executivo da Revlon, ela se apresenta e pede uma chance para falar sobre a pesquisa com o Herceptin. Começará aí uma generosa parceria.
"Uma Chance para Viver" foi produzido para a televisão, tendo Renée Zellwwegger como produtora executiva. Sua maior amiga também foi curada por Dennis Slamon. Este é um filme simples, com bom elenco e momentos emocionantes, especialmente para quem tem ou teve pessoas queridas em luta contra o câncer. Acho que, hoje em dia, isso inclui todos nós.
Curiosidades:* "Uma Chance para Viver" foi produzido em 21 dias, em locações em Nova Orleans, Louisiana, parcialmente como uma concessão ao ator Connick Jr., que desejava favorecer sua cidade natal, ainda se recuperando dos danos provocados pelo Furacão Katrina.* James Chressanthis e o diretor Dan Ireland visitaram os laboratórios na UCLA Medical Center onde o dr. Slamon fez sua pesqisa ao longo dos anos.
Diretor: Dan Ireland
Roteiro: Vivienne Radkoff, baseado no livro de Robert Bazell "Her-2"
Música: Halli Cauthery
Fotografia: James Chressanthis
Elenco: Harry Connick Jr., Angie Harmon, Amanda Bynes, Swoosie Kurtz, Bernadette Peters, Tammy Blanchard, Jennifer Coolidge, Regina King, John Benjamin Hickey
FONTE

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Cães prevêem ataques epilépticos

Cães prevêem ataques epilépticos e alertam seus donos
Eddie é um cão de três anos que foi abandonado no Centro de Resgate Sheffield por causa de sua natureza energética que causou muitos problemas para seus donos anteriores. No entanto, é exatamente isso que faz dele perfeito para o seu novo trabalho como um cão de alerta a ataques epilépticos.
A entidade de suporte a cães Sheffield é a única no Reino Unido que treina cães de alerta. Ao contrário dos cães guia para surdos e cegos, a função dos cães de alerta não é apenas ajudar, mas também prever.
Pessoas que sofrem de formas graves de epilepsia podem sofrer convulsões na qual perdem a consciência, caem e podem se machucar seriamente.
Os estudiosos não sabem como os cães podem perceber que uma crise está prestes a ocorrer, mas existem três teorias: na primeira hipótese, pode haver micro expressões que o cão entende que precedem um ataque, ou pode haver um cheiro especial ao qual o cão é sensível e, finalmente, pode ser que o cão sinta perturbações no campo elétrico que são causados por um ataque.
Eddie é 100% preciso. Vale a pena destacar que pessoas que têm o cão de alerta às vezes passam a ter menos ataques, com efeitos mais atenuados, graças à segurança que o cachorro proporciona. Pessoas alegaram ficarem mais relaxadas por terem o apoio do cão.
O cachorro da senhora Toni Brown-Griffin, AJ, lambe sua mão esquerda obsessivamente cinqüenta minutos antes de uma crise maior. Quando a crise é menor, ele dá um aviso quinze minutos antes, lambendo a mão esquerda três vezes antes de por a pata nela.
É uma forma de poderem levar uma vida normal com tempo suficiente para ficarem seguros antes de um ataque.

RIR...RIR...RIR....É REMÉDIO?

Será que rir é mesmo o melhor remédio?
Sempre houve quem dissesse que a melhor maneira de combater o estresse, a tristeza e a ansiedade, não está em nenhum comprimido ou frasco de remédios, e sim na habilidade em manter o bom humor. Lee Berk, um pesquisador da Universidade de Loma Linda, na Califórnia levou essa idéia a sério, e resolveu fazer um teste para comprovar.
O médico reuniu 14 voluntários para assistir a um famoso programa humorístico da televisão americana, o Saturday Night Live. Os participantes tiveram seu nível de colesterol e pressão sanguínea medidos antes e depois de assistirem o programa. Os níveis de colesterol realmente caíram e a pressão sanguínea se regularizou, em uma proporção que, segundo os cálculos de Lee Berk, equivale a 20 minutos de trabalho pesado. Para comparar, ele fez o mesmo teste com os voluntários assistindo algo sério (no caso, o filme “Resgate do Soldado Ryan”), e não houve nenhuma melhora naqueles indicadores de saúde.
E os benefícios da risada, segundo a pesquisa, não param por aí. Eles chegaram também à conclusão de que as risadas podem combater infecções no organismo. Nesse caso, o humor faz com que aumente a produção de anticorpos que combatem uma grande variedade de doenças, o que aumenta a eficiência do sistema imunológico.
Outra vantagem das risadas, levantada por outro estudo: para mulheres grávidas, levar uma vida livre de estresse e rir com freqüência pode melhorar a qualidade do leite materno. Este leite melhorado, nesse caso, aumenta na criança a resistência contra alergias e problemas de pele.
Com todos estes motivos, você deve estar pensando que rir frequentemente de fato nos ajuda a viver mais. Mas uma outra universidade californiana, La Sierra University, apresenta uma contrapartida. Eles fizeram um estudo com 1215 crianças americanas de 10 anos e traçaram seus perfis psicológicos. Descobriram algo chocante: aqueles mais alegres e entusiasmados eram propensos a morrerem mais jovens.
O motivo para isso? Comprovado cientificamente, não se achou nenhum. Mas as teorias que surgiram foram as seguintes: crianças jovens que são mais alegres quando crianças têm mais propensão a “aproveitar a vida” quando jovens e adultos, a freqüentar mais festas, o que os torna mais propensos ao uso de álcool, fumo e drogas. Os “menos alegres”, por outro lado, tendem ser mais retraídos, ficar em casa e cuidar mais da saúde. Assim, morrem mais velhos, e “riem por último”. Mas será que riem melhor?

COMER CARNE

Pessoas mais carnívoras têm mais facilidade em ganhar peso
Segundo um estudo feito na Europa, que analisou milhares de pessoas, comer menos carne pode ajudá-lo a ficar em forma.
A Dra. Anne-Claire Vergnaud, da Imperial College London, descobriu que pessoas que comem mais carne ganham mais peso ao longo de um período de 5 anos. É importante notar que todos os participantes no estudo comiam a mesma quantidade de calorias, mas diferentes quantidades de carne.
O resultado mostra que um consumo menor de carne pode ser o ideal para manter o peso. A pesquisa incluiu 100 mil homens e 270 mil mulheres de 10 países europeus diferentes.
De acordo com a pesquisa, dinamarqueses, alemães, espanhóis e suecos eram os maiores consumidores de carne, comendo cerca de 300 calorias por dia apenas em carne. Os gregos eram os que menos consumiam o produto (média de 200 calorias “de carne” por dia).
Durante o período de 5 anos do estudo, os pesquisadores notaram que para cada 250 gramas a mais de carne que uma pessoa comia por dia, ela ganhava 1,9 quilos no fim do ano. Os tipos de carne mais “engordativos” eram, respectivamente: frango, carnes processadas e carne vermelha. [MSNBC]

Arqueologia

'Irmão gémeo' de Stonehenge descoberto mesmo ao lado
por DN.pt

O Stonehenge tem um 'irmão gémeo' ao lado, anunciaram hoje arqueólogos de uma equipa internacional que estão a examinar os terrenos ao lado da famosa estrutura neolítica nas ilhas britânicas.
Os arqueólogos encontraram vestígios de um fosso circular a apenas 900 metros de Stonehenge, que, acreditam, foi a base de uma estrutura de madeira semelhante à feita em pedra há mais de 5 mil anos. O fosso está segmentado, aparentando ter entradas a nordeste e sudoeste.
'É uma descoberta fantástica, que vai modificar tudo o que pensamos acerca do terreno em redor de Stonehenge', disse ao jornal Guardian o professor Vince Gaffney, da universidade de Birmingham.
'Antes pensávamos que Stonehenge era o maior monumento da sua época, existindo em total isolamento', continuou. 'Pensávamos que aqui não havia mais nada do que terreno vazio, afinal encontrámos um novo monumento', concluiu.
A descoberta foi feita em apenas duas duas semanas, parte de uma investigação profunda à área circundante da famosa estrutura que durará três anos. Fazem parte dela cientistas da Áustria, Alemanha, Noruega e Suécia, além de britânicos.

Amianto

Amianto pode matar mais de 1 milhão no mundo até 2030
Canadá exporta amianto das suas minas, mas proíbe uso do produto
Especialistas em saúde pública alertam para um grande aumento no número de mortes nas próximas duas décadas devido ao uso do amianto pela indústria da construção civil, sobretudo nos países em desenvolvimento.

Uma investigação conjunta da BBC e do Consórcio de Jornalistas Investigativos revelou que mais de 1 milhão de pessoas podem morrer até 2030 devido a doenças ligadas à substância.
Com um consumo de amianto 50 vezes maior do que os Estados Unidos, o Brasil é o quinto maior consumidor do produto em uma lista liderada por China, Índia e Rússia.
O amianto é uma fibra natural presente em minas. Barato e resistente ao calor e ao fogo, é misturado ao cimento para construção de telhas e pisos.
No entanto, a substância, cujo uso é proibido ou restrito em 52 países, solta fragmentos microscópicos no ar que podem provocar diversas doenças pulmonares quando inaladas, inclusive alguns tipos de câncer.
Amianto branco
A investigação conjunta do Consórcio de Jornalistas Investigativos e da BBC revelou que a produção de amianto continua na ordem de dois milhões de toneladas.
A indústria do amianto movimenta bilhões de dólares, sobretudo com exportações para países em desenvolvimento, onde as leis de proteção e a fiscalização são mais brandas.
Apesar da proibição e restrição ao uso, uma variação da substância conhecida como amianto branco é produzida e exportada para diversos países.
Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), mesmo o amianto branco pode provocar câncer.
Alguns cientistas temem que a disseminação do amianto branco possa prolongar uma epidemia de doenças relacionadas à substância.
"Minha visão é de que os riscos são extremamente altos. Eles são tão altos quanto qualquer outra substância cancerígena que vimos, com exceção, talvez, do cigarro", afirma Vincent Cogliano, cientista da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer da OMS.
Segundo a OMS, 125 milhões de pessoas convivem com amianto no trabalho. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima que 100 mil trabalhadores morram por ano devido a doenças relacionadas ao amianto.
Nos Estados Unidos, a indústria da construção civil não usa mais nenhum tipo de amianto. No entanto, o número de mortes devido à substância está chegando ao ápice, devido ao longo período em que a doença ainda pode se manifestar.
No México, mais de 2 mil empresas usam o amianto em diversos produtos, como freios, aquecedores, tetos, canos e cabos. Mais de 8 mil trabalhadores têm contato direto com a substância.
Doença
O Canadá é um dos maiores produtores mundiais de amianto branco e exporta o produto, mas proíbe seu uso no país.
Na província de Quebec, Bernard Coulombe, que é proprietário de uma mina, afirma que o amianto branco exportado por ele é vendido "exclusivamente para consumidores finais que possuem os mesmos padrões de higiene industrial do Canadá". Ele afirma que sua indústria possui amparo legal para exportar o produto.
Não muito longe dali, a pintora amadora Janice Tomkins luta contra mesotelioma, uma doença rara ligada ao amianto. Ela acredita ter contraído a doença há vários anos devido à exposição ao amianto azul e marrom, variações hoje proibidas internacionalmente.
Ela luta para impedir que o governo do Quebec libere um financiamento de US$ 56 milhões para que a mina próxima a sua casa possa expandir a produção, de olho em mercados emergentes como a Índia.

Euros cunhados pelo Vaticano

Euros cunhados pelo Vaticano entram em circulação
22/07/2010 - 11h13 do UOL Notícias
CIDADE DO VATICANO, 22 Jul 2010 (AFP)
Pela primeira vez desde a entrada do euro no mercado em 2002, o Vaticano colocou em circulação suas próprias moedas que, até agora, só eram vendidas a colecionadores, aplicando assim um convênio com a União Europeia (UE), indicou nesta quinta-feira a agência de informação religiosa i.media.
No entanto, trata-se de uma circulação limitada, já que as moedas de 50 centavos com a efígie do Papa Bento XVI são distribuídas em comércios que se encontram no próprio Vaticano abertos a poucas pessoas.
Até agora, o Vaticano era el único que comercializava as moedas que cunhava, reservando-as a colecionadores.Trata-se de uma importante fonte de rendas para a Santa Sé. A última série, cujo valor real é de 3,88 euros, é vendida a 30 euros.
Segundo um convênio monetário de dezembro de 2009 entre o Vaticano e a Comissão Europeia, pelo menos 51% das moedas cunhadas pelo Vaticano devem ser colocadas em circulação em seu valor nominal.
Ao mesmo tempo, o Vaticano foi autorizado a cunhar duas vezes mais moedas (pelo menos 2,3 milhões de euros em 2010, ao invés de pouco mais de um milhão em 2009).

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Cérebro

Descobertos neurónios sinaleiros
por FILOMENA NAVESAmanhã

O início e o fim de uma acção aprendida depende de células especiais, afectadas em doentes com Parkinson.
Quando se aprende a tocar piano, a escrever palavras num teclado, ou a conduzir um automóvel - ou qualquer outra tarefa que tenha de ser aprendida - surgem nos circuitos neuronais envolvidos nessa aprendizagem uns quantos neurónios que se especializam numa coisa muito concreta: dar a ordem de arranque e a de paragem para a execução correcta da sequência do movimento.
A descoberta destes neurónios sinaleiros, feita pelos investigadores Rui Costa, do Programa Champalimaud de Neurociências no Instituto Gulbenkian de Ciência, e Xin Jin, dos National Institutes of Health, nos Estados Unidos, é publicada hoje na Nature e poderá ser importante para uma nova abordagem de doenças neurodegenerativas, como a de Parkinson ou Huntington.
Parece minúsculo, e de facto isto passa-se ao nível dos micro-circuitos cerebrais, mas esta espécie de semáforo do cérebro, é algo de essencial. Nos doentes de Parkinson e de Huntington este processo está afectado e as pessoas têm dificuldade em iniciar um determinado movimento, apesar de quererem fazê-lo. E parar é outro problema.
"Para as acções inatas, como respirar, já se sabia que há circuitos numa zona da base do cérebro que controlam a sequência das acções", explicou ao DN Rui Costa. "Então perguntámo--nos: e nas acções aprendidas? Será que existe um circuito idêntico ao que controla o início e o fim das acções inatas?"
A pergunta não vinha do nada. Era inspirada, justamente, nas dificuldades sentidas a este nível pelos doentes de Parkinson e Huntington, que perdem neurónios nas áreas cerebrais dos gânglios basais, um grupo de núcleos no cérebro associados a funções motoras e de aprendizagem.
"Pensámos que naquelas células teria de haver qualquer coisa de especial relacionado com o início e o fim da acção", conta Rui Costa.
Os dois investigadores desenharam então uma metodologia para formular a pergunta sob a forma de experiências e o trabalho levou três anos a concretizar. "Introduzimos eléctrodos muito pequenos nos cérebros de ratinhos e ensinámo-los a pressionar oito vezes seguidas uma tecla", explica Rui Costa. Foi assim que conseguiram ver os neurónios do "semáforo" em acção. E verificaram também que, à medida que a tarefa era aprendida, estes neurónios sinaleiros iam aumentando. Depois, em ratinhos com uma alteração funcional idêntica à dos doentes de Parkinson, observaram que eles já não conseguiam fazer a sequência correcta dos oito toques.
Para Rui Costa e Xin Jin o passo seguinte é perceber o que é diferente nas células de start e de stop. "É o que estamos a fazer agora." O objectivo é abrir caminho à possibilidade de estimulação eléctrica que permita no futuro aos doentes com este problema reconquistar o controlo deste semáforo cerebral.

Turbulência em avião nos EUA

Turbulência em avião de passageiros deixa 30 feridos nos EUA
21/07/2010 16h59 - Atualizado em 21/07/2010 19h09
Aeronave que ia de Washington a Los Angeles teve de pousar em Denver.Pelo menos uma pessoa ficou em estado grave, segundo as autoridades.
Da AP
Um avião da United Airlines sofreu forte turbulência quando sobrevoava o estado americano do Kansas, ferindo 30 pessoas. Uma mulher foi lançada de sua poltrona com tanta força que chegou a fazer um rombo na cabine, segundo autoridades e testemunhas.
O incidente aconteceu na terça-feira. O avião saiu do aeroporto Dulles, na capital Washington, e rumava para Los Angeles, na Califórnia.
Ele teve de ser desviado para o aeroporto internacional de Denver, onde pousou em segurança às 19h45 locais. Os feridos foram atendidos, e alguns tiveram de ser hospitalizados.
Imagem feita por passageiro com telefone celular mostra 'rombo' provocado pelo impacto do corpo de uma mulher que foi lançada longe durante a turbulência. (Foto: AP)
Imagem feita por passageiro com telefone celular mostra máscaras de oxigênio que caíram durante a turbulência no voo nesta terça-feira (20). (Foto: AP)
Ficaram feridos 26 passageiros e 4 tripulantes, segundo as autoridades americanas de aviação. Um ferido estava em estado grave.
Alguns passageiros foram recolocados em outro voo ainda na noite de terça.