quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Nasceram as primeiras quimeras de macacos em laboratório

Nasceram as primeiras quimeras de macacos em laboratório
Por Redação
23:06 - 05-01-2012
Roku e Hex são macacos rhesus de corpo inteiro que nasceram em laboratório. Mas quem comparar o ADN de uma célula com o ADN da célula ao lado pode encontrar dois genomas completamente diferentes, mostra um estudo publicado online, esta quinta-feira, na revista Cell, que mostra um avanço na manipulação de embriões em primatas.
Normalmente um embrião desenvolve-se a partir de uma célula que é fruto da fusão de um óvulo com um espermatozoide, o que resulta num genoma único e num animal original.
Desta vez os cientistas conseguiram juntar seis embriões de macacos rhesus diferentes, cada um apenas com quatro células. Os embriões misturaram-se, produzindo apenas um animal que tem células provenientes dos diferentes embriões, com ADN diferente, isto é seja, uma quimera.
Anteriormente já se tinha conseguido obter quimeras de ratos e de outras espécies, mas o conceito nunca tinha sido reproduzido em primatas. «As células nunca se fundem, mas ficam juntas e trabalham em conjunto para formar tecidos e órgãos», explicou o líder da investigação Shoukhrat Mitalipov, cientista do Centro Nacional de Oregon para a Investigação de Primatas, da Universidade de Ciência e Saúde de Oregon, nos Estados Unidos.

Um comentário:

  1. Este blog é uma representação exata de competências. Eu gosto da sua recomendação. Um grande conceito que reflete os pensamentos do escritor. Consultoria RH

    ResponderExcluir